header top bar

section content

Recurso liberados para construção do matadouro publico de Pombal são insuficiente

Em Sessão Ordinária realizada nesta quarta-feira 15, na Casa de “Avelino Queiroga Cavalcante”, em Pombal, o secretário de infra-estrutura do município Wellington Severo afirmou que vários projetos deixaram de ser executados na gestão passada, devido a erros técnicos e irregularidades nos convênios. De acordo com Wellington Severo existe uma emenda do Deputado Federal Manoel Júnior […]

Por

15/04/2009 às 19h22

Em Sessão Ordinária realizada nesta quarta-feira 15, na Casa de “Avelino Queiroga Cavalcante”, em Pombal, o secretário de infra-estrutura do município Wellington Severo afirmou que vários projetos deixaram de ser executados na gestão passada, devido a erros técnicos e irregularidades nos convênios.

De acordo com Wellington Severo existe uma emenda do Deputado Federal Manoel Júnior (PDT), no valor de 390.000,00 R$ Mil para a construção do tão sonhado matadouro, porém segundo o secretário o valor é insuficiente para a execução da referida obra que seria a construção de uma casa de abate que venha a solucionar o problema da cidade. Enquanto isso o abate continuará sendo feito no município de São Bentinho.

De acordo com o secretário o projeto do referido matadouro para cidade de Pombal já está pronto, porém é necessário que se busque outros recursos para a elaboração da obra. Segundo os vereadores a grande discussão referente à verba, foi à questão do recurso poder ser destinado a outra obra e de acordo com os vereadores Felipe Paixão (PSDB), Rogério Martins (PTB) e Pedro Celestino (PT) os 390 mil seria insuficiente, porém para o vereador Beto Xau (PMDB) que é engenheiro com está verba é possível construir o matadouro, porém não será possível disponibilizar os equipamentos necessários para o funcionamento adequado da casa de abates.

Acusação
Em meio às discussões pertinentes ao assunto, o vereador Edno Dantas (PR), presidente da Casa, indagou o vereador peemedebista lembrando que foram gastos mais de 400 mil para a construção de uma murada, referindo-se ao cemitério de “São Pedro”, no bairro dos Pereiros. Beto Xau sem respostas falou que era um cemitério, o vereador Edno disse é só o muro e custou mais de 400 mil, “o que nós queremos é um prédio que funcione e não mais um elefante branco como nós temos um na saída para Souza”, disse Edno Dantas, referindo-se a um ginásio de esportes inacabado deixado pelo Governo Maranhão II, e abandonado pelo Ex-Governador que não deu sequência as obras da edificação do mesmo.

Ação
Tomando a palavra o vereador Zé William (PSDB), líder do governo na Casa, falou que a prefeita Pollyanna tem um projeto de mais 590 mil para a construção do matadouro, faltando apenas à liberação do Governador, este mesmo convênio estava pra ser liberado pelo então Governador Cássio Cunha Lima, com a mudança de Governo veio o impasse e todo o projeto de construção da mencionada casa de abates ficou parado, foi sugerido em comum acordo entre as bancadas que tanto a prefeita Pollyanna, quanto o deputado estadual Dr. Verissinho (PMDB), adversários políticos, lutassem com os deputados federais Luiz Couto e Manoel Júnior (PSB), para que o Governador José Maranhão agilize a liberação do recurso de mais 590 mil para a execução da obra, que segundo o secretário Wellington Severo, será construído no bairro Vida Nova, nas proximidades da BR 427, saída para Paulista.

HENIO WANDERLEY
Da redação do Diário do Sertão
Maringá FM – Pombal

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!