header top bar

section content

Abono do PIS/Pasep pode ser conferido na Internet

Ministério libera consulta a trabalhador que não sacou benefício do ano-base 2014

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

30/07/2016 às 13h06

O acesso à lista do abono do PIS/Pasep será feito por meio do endereço: abonosalarial.mte.gov.br (Foto: Ernesto Carriço / Agência O Dia)

Trabalhadores e servidores públicos com dúvidas se têm ou não direito ao abono do PIS/Pasep podem conferir na internet se podem sacar os R$ 880 referentes ao calendário ano-base 2014. Ontem, o Ministério do Trabalho lançou uma ferramenta para que os segurados consultem se estão na lista do benefício. O acesso será feito por meio do endereço: abonosalarial.mte.gov.br. Basta informar o número do CPF ou do PIS/Pasep, a data de nascimento e o código de segurança gerado pelo próprio sistema.

Mais de 1,2 bilhão de trabalhadores e funcionários públicos não sacaram o abono no prazo que terminou em 30 de junho. Somente no Rio, 106.553 não receberam, de um total de 2,078 milhões de segurados com direito ao abono de 2014.

Devido a esse grande número de beneficiários que deixaram vencer o prazo original, o governo prorrogou até 31 de agosto a possibilidade para que os trabalhadores pudessem retirar o dinheiro nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. Depois dessa data, se não houver saques os recurso voltam ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Facilidade de acesso

Segundo informou o coordenador-geral do Seguro-Desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional do Ministério do Trabalho, Márcio Borges, a nova ferramenta visa facilitar o acesso à informação sobre o abono salarial e também atingir um número maior de pessoas.

“A orientação é que o trabalhador faça essa consulta e caso seja identificado que ele tem direito ao abono, que procure a Caixa Econômica no caso do PIS, ou o Banco do Brasil no do Pasep, para fazer o saque”, explica.

Desde o início do calendário do ano-base 2014, foram pagos mais de R$ 18 bilhões, para 22,27 milhões de trabalhadores, o que corresponde a 94,45% do total de pessoas com direito ao recurso. O ministério espera que, com a prorrogação, pelo menos mais 300 mil trabalhadores consigam realizar o saque, totalizando um montante de R$264 milhões.

Valor equivale a um salário mínimo

O abono do PIS/Pasep, equivalente a um salário-mínimo (R$ 880), é pago a empregados que tenham trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2014.

– E que tiveram remuneração de até dois mínimos por mês nesse período.

– É preciso estar no cadastro há cinco anos ou mais no Programa PIS ou Pasep.

– Ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais.

– O saque pode ser feito em uma agência do banco ou casa lotérica, desde que apresente documento de identificação válido com foto.

– O Pasep é liberado diretamente por meio de crédito em conta no Banco do Brasil aos servidores públicos.

– Quem tiver dúvidas deve entrar em contato com a Central de Atendimento do Ministério do Trabalho pelo número 158.

O Dia

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan