Brasil
24/09/2016 às 10h57

postado por: C. Campelo

Candidato causa polêmica ao dizer que “vomitou” ao sentir cheiro de pobre

Líder nas pesquisas de intenção de voto para prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN) virou alvo de críticas após declaração; candidato pediu perdão, mas afirma que sua fala foi "descontextualizada para enganar as pessoas"

Candidato do PMN, Rafael Greca lidera corrida eleitoral em Curitiba com 45% das intenções de voto, segundo Ibope (Foto: Divulgação)

Líder nas pesquisas de intenção de voto para a prefeitura de Curitiba, o candidato Rafael Greca (PMN) se viu em meio envolveu em uma polêmica após declarar que “vomitou” ao sentir o cheiro de uma pessoa pobre.

A declaração foi feita nesta quinta-feira (22), durante sabatina na Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Curitiba. Greca ressaltava a atuação de grupos religiosos no atendimento à população pobre.

“Eu nunca cuidei dos pobres. Eu não sou São Francisco de Assis. Até porque a primeira vez que eu tentei carregar um pobre pra dentro do meu carro eu vomitei por causa do cheiro”, declarou o candidato.

A afirmação, obviamente, foi alvo de críticas de muitos internautas e deu munição aos concorrentes de Greca na disputa pela prefeitura da capital paranaense. “Sem o marqueteiro e sem telepronter fala mais alto o coração e… Nem sempre o que sai é bonito”, escreveu o candidato Requião Filho (PMDB) em sua conta no Twitter.

Greca também usou as redes sociais para se defender das críticas, alegando que sua declaração foi “descontextualizada para tentar enganar as pessoas”. “Mesmo assim peço perdão pela minha falta de clareza ao relatar a minha primeira experiência com o resgate social”, ponderou o candidato.

De acordo com a pesquisa de intenções de voto para prefeito de Curitiba divulgada nesta semana pelo Ibope, Rafael Greca lidera a disputa com 45% da preferência dos eleitores, seguido pelo candidato do PDT, Gustavo Fruet (16%).

Fonte: Último Segundo

Deixe seu comentário