header top bar

section content

VÍDEO: Presidente de sindicato da Cagepa quer impeachment de Temer, ‘Diretas Já’ e critica povo passivo

Ao comentar sobre as reformas trabalhista e da Previdência, presidente do SINDIAGUA-PB enfatizou que elas representam um retrocesso de 40 anos

Por Jocivan Pinheiro

18/08/2017 às 19h23 • atualizado em 18/08/2017 às 19h26

O SINDIAGUA-PB, sindicato que defende os direitos dos trabalhadores da Cagepa, é mais um que puxa o coro contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB) no Estado e pede ‘Diretas Já’.

Durante passagem por Cajazeiras, onde prestou entrevista à TV Diário do Sertão, o presidente do sindicato, José Reno de Sousa, ao comentar sobre as reformas trabalhista e da Previdência, enfatizou que elas representam um retrocesso de 40 anos.

“Os direitos trabalhistas não foram dados de graça, foram objetos de muita luta, e hoje a gente vê esses direitos sendo subtraídos rapidamente por uma classe política que não tem compromisso nenhum com a sua população”, disse.

VEJA TAMBÉM: Sindicato diz que, por causa de dívida do Daesa, Cagepa ameaça fechar em Sousa e abrir em Pombal

José Reno lamentou que grande parte da população esteja aceitando as medidas do presidente Michel Temer – a quem chamou golpista – de forma pacífica, e aproveitou para fazer um apelo:

“Temos que nos unir, temos que criar mecanismos para que a gente barre essa situação. Não podemos aceitar essa situação de forma pacífica. O sindicato defende ‘Diretas Já’ e já, porque a situação atual em que nós vivemos não está dando para continuar.”

DIÁRIO DO SERTÃO

PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa