header top bar

section content

Ataque de fúria: mulher quebra vidraças, ataca funcionários e abaixa as calças em hospital

Após da entrevista à TV Record Brasília, a mulher se revoltou, abaixou a calça e mostrou as nádegas para a equipe de reportagem.

Por

19/06/2015 às 14h03

O Hospital Regional do Gama (DF) foi alvo da revolta de uma paciente na madrugada desta sexta-feira (19). Com um cabo de vassoura, ela quebrou as vidraças na entrada do setor de emergência do hospital. 

Pacientes que aguardavam atendimento se assustaram com o surto de raiva. Ela quebrou vidraças, atirou objetos e atacou os funcionários. A mulher afirma que o motivo da fúria foi a falta de atendimento.

Após da entrevista à TV Record Brasília, a mulher se revoltou, abaixou a calça e mostrou as nádegas para a equipe de reportagem. Enquanto atacava o hospital, gritava e protestava contra o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e contra a presidente da República, Dilma Rousseff.

Recorrentes no noticiário do Distrito Federal, os hospitais públicos muitas vezes são destaques por motivos negativos. Entre os problemas registrados estão falta de higiene, estrutura, atendimento e até quebra-quebra feitos por pacientes indignados. Médica presa, ratos e barracos já foram registradas na unidades de saúde.

R7

Tags:
ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”