header top bar

section content

Raimundo Lira considera importante união de Comissões em defesa do Rio São Francisco

Ele lembrou que o São Francisco é conhecido como “rio da integração nacional”, por cortar cinco estados.

Por

22/04/2015 às 17h14

Senador Raimundo Lira

O presidente da Comissão Externa do Senado que acompanha as obras de transposição de águas do Rio São Francisco, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), considerou importante a iniciativa da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle de avaliar o processo de revitalização do “Velho Chico”.
 
Para Lira, a Comissão Temporária para Acompanhamento das Obras de Transposição e Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e a CMA podem trabalhar juntas, sendo que uma estará encarregada de acompanhar o andamento das obras, e a outra, o processo de revitalização do rio.
 
Ele lembrou que o São Francisco é conhecido como “rio da integração nacional”, por cortar cinco estados. Por isso, o Senado tem alertado para o comprometimento dos afluentes, prejudicados pelo despejo de esgoto, assoreamento e destruição de mata ciliar.
 
Segundo Lira, o acompanhamento da política de revitalização do São Francisco inclui, entre outras atividades, a realização de audiências públicas com órgãos gestores e visitas a projetos em localidades cortadas pelo rio.
 
Proposta por Raimundo Lira e com prazo de funcionamento de um ano, a Comissão, criada para fazer o acompanhamento das obras de Transposição e Revitalização do São Francisco foi reinstalada na semana passada, no Senado, composta pro seis membros titulares e seis suplentes. Indicado pelo PMDB, Lira assumiu a presidência da Comissão, tendo como relator o Senador Humberto Costa (PT-PE).
 
O objetivo da comissão é acompanhar todos os atos que fazem referência às obras do Rio São Francisco. Ela é uma continuação de outra comissão, encerrada ao final do ano passado, que, por dois anos, identificou os principais problemas nas obras e propôs soluções para acelerar o andamento do projeto. Implantada pela primeira vez no exercício parlamentar de 2014, ela tinha como presidente o ex-senador paraibano e hoje Ministro do Tribunal de Contas da União – TCU Vital do Rêgo Filho.
 
Raimundo Lira explicou que a Paraíba, que já tem dois eixos de acesso ao São Francisco, pleiteia uma terceira entrada para atingir todos os municípios do estado, de modo a evitar que falte água em qualquer época do ano.
 
“A transposição de águas do Rio são Francisco é o maior programa de segurança hídrica da Região Nordeste. A vida do nordestino nunca mais será a mesma depois que as águas captadas do Rio São Francisco estiverem escoando pelos canais construídos. Daí o justificado entusiasmo de todos os que lutam para que essa obra monumental seja concluída”, disse o senador Lira.
 
Ele lembrou a importância da obra para o semiárido nordestino, pois, na sua opinião, vai levar água para consumo humano e animal e para ações que vão alavancar o desenvolvimento sócio econômico do Nordeste, beneficiando diretamente 390 municípios. Quando estiver pronta, confirma Raimundo Lira, a transposição vai beneficiar mais de 12 milhões de nordestinos, espalhados pelos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco.

Assessoria

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan