header top bar

section content

Concursados aprovados são impedidos de assumirem seus cargos em Cajazeiras

Os concursados em entrevista a imprensa local afirmaram “estarem preocupado porque deixaram seus empregos na iniciativa privada, para assumirem seus cargos na prefeitura, já que é um cargo efetivo.

Por

05/05/2009 às 00h45

Apesar de serem aprovadas na prova escrita do concurso público da Prefeitura de Cajazeiras e de terem recebido as portaria da Secretaria de Administração, Francisco das Chagas Job(foto a esquerda) e Vanderli de Araújo(foto a direita), não puderam assumir os cargos de Monitor de Caps, respectivamente nesta Segunda-Feira, dia 04. Eles foram barrados na Secretária de Saúde pela Secretária Raelza Borges.

Segundo Vanderli, Raelza disse, ao recebê-los na Secretaria de Saúde, “que tinha acontecido um erro, que não era para ter chamado desse tanto de pessoas, que ia ver o que tinha acontecido”.

Os concursados em entrevista a imprensa local afirmaram “estarem preocupado porque deixaram seus empregos na iniciativa privada, para assumirem seus cargos na prefeitura, já que é um cargo efetivo".

src=http://www.diariodosertao.com.br/artigos/sendtmp/20090505013537/destaque/CON_01.jpg Vanderli e Francisco das Chagas depois de não serem empossados no novo cargo voltaram até a Secretaria de Administração, a mando de Raelza Borges, mais chegando lá não foram recebidos pelo atual Secretário por está muito ocupado, disse Francisco.

Constrangidos, os concursados com a portaria na mão, procuraram a imprensa para denunciar o fato e prometeram entrar no Ministério Público para resolver o caso e assumirem seus cargos.

O outro lado

O Secretário de Comunicação disse a nossa reportagem que as vagas não existiam e que precisa passar pela câmara municipal. “Vamos tentar resolver este problema na câmara municipal, criando as vagas, e um detalhe eles não foram barrados, foram apenas impedidos de assumirem seus cargos, as vagas não foram aprovadas na câmara municipal. O erro vem da outra administração que enviou um pacote do mal que não foi aprovado, era para ser chamado somente seis e não dez, mas prometeu que a administração vai resolver o problema”. Disse José Anchieta.

Da redação do Diário do Sertão

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!