header top bar

section content

Paraíba tem 10 municípios incluídos no Programa Habitacional, Cajazeiras está fora

Dento do Programa Minha Casa, Minha Vida, lançado pelo governo federal, estão incluídos dez municípios paraibanos; João Pessoa, Campina Grande, Bayeux, Cabedelo, Conde, Cruz do Espírito Santo, Lucena, Mamanguape, Rio Tinto e Santa Rita. Estas são as cidades que primeiro serão beneficiadas. A Caixa Econômica Federal já disponibiliza aos estados e municípios o termo de […]

Por

13/04/2009 às 21h32

Dento do Programa Minha Casa, Minha Vida, lançado pelo governo federal, estão incluídos dez municípios paraibanos; João Pessoa, Campina Grande, Bayeux, Cabedelo, Conde, Cruz do Espírito Santo, Lucena, Mamanguape, Rio Tinto e Santa Rita. Estas são as cidades que primeiro serão beneficiadas.

A Caixa Econômica Federal já disponibiliza aos estados e municípios o termo de adesão ao programa Minha Casa, Minha Vida, que tem como meta a construção de um milhão de casas. O banco também fornece o modelo de instrução de doação de terreno. As construtoras e os movimentos sociais interessados em participar podem apresentar as propostas nas 78 superintendências regionais da Caixa.

Conforme o banco, para as famílias com renda de zero a três salários mínimos, os cadastros deverão ser feitos nas prefeituras e serão priorizados projetos de regiões que recebam impacto de grandes empreendimentos de infra-estrutura, como usinas, hidrelétricas, porto e de áreas atingidas por catástrofes definidas pela defesa civil. Também terão preferência empreendimentos de estados e municípios que ofereçam maior contrapartida e desoneração fiscal de ICMS, ITCD, ITBI e ISS, entre outros critérios.

Veja os Planos
As famílias com renda de até 3 salários mínimos deverão observar as seguintes condições:
– Não ter sido beneficiada anteriormente em programas de habitação social do governo
– Não possuir casa própria ou financiamento de imóvel
– Estar enquadrada na faixa de renda de até 3 salários mínimos
– Comprometer até 10% da renda durante dez anos para o pagamento das prestações – Inscrição:
O interessado dirige-se à prefeitura, órgão do Estado ou representante de movimento social para fazer cadastro

– Características:
– Prestação mínima de R$ 50, corrigida pela TR
– Registro do imóvel preferencialmente em nome da mulher
– Sem entrada e sem pagamento de prestações durante a obra
– Sem cobrança de seguro de vida e danos ao imóvel

As famílias com renda entre 3 e 10 salários mínimos deverão observar as seguintes condições:
– Não ter financiamento ativo no SFH (Sistema Financeiro da Habitação)
– Não ter recebido desconto concedido pelo FGTS para financiamento
– Não ser proprietário de imóvel residencial no local de domicílio ou onde pretenda fixar domicílio
– Não ser titular de direito de aquisição de imóvel residencial

– Características
– financiamento de até 100% do valor do imóvel
– entrada opcional
– Prazo de 30 anos para quitação do financiamento
– Pagamento mínimo durante a obra, de acordo com a renda
– Operacionalização:
– O interessado deverá procurar a construtora ou as agências da Caixa Econômica Federal para aquisição do imóvel, a partir do lançamento do empreendimento

A Caixa informou ainda que as propostas deverão apresentar casas térreas ou prédios, de acordo com as especificações publicadas na cartilha. Os empreendimentos destinados às famílias com renda de três a dez salários mínimos não obedecerão às especificações pré-estabelecidas e serão aqueles oferecidos normalmente pela indústria da construção civil.

Da Redação do Diário do Sertão
Com Agência Brasil

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!