header top bar

section content

Prefeita de Uiraúna pode decretar estado de calamidade pública

A Prefeita municipal explicou que a proposta de decretar estado de calamidade pública realmente estava sendo avaliada.

Por

01/02/2009 às 09h41

A prefeita Dra. Glória Geane vai ter de decidir em seu segundo mês de mandato se decreta ou não estado de calamidade pública para as áreas de saúde, educação e limpeza pública municipal. A decisão da Justiça em afastar 118 concursados, deixa a Prefeitura de Uiraúna impossibilitada de realizar alguns serviços essencias à população.

A prefeita esteve reunidade com a sua assessoria juridica, buscando uma solução emergêncial para o problema que pode se complicar, caso o Tribunal de Justiça não julgue com urgência, o agravo judicial que foi dado entrada naquela corte, além do pedido de reconsideração da decisão da Justiça uiraunense.

A Prefeita municipal explicou que a proposta de decretar estado de calamidade pública realmente estava sendo avaliada. “Estaremos nos reunindo e vamos avaliar a situação. Se for necessário vamos propor o decreto de calamidade pública”, disse.

Na opinião do chefe de gabinete, Dr. Chaguinha, a situação é delicada. A questão envolve a falta de funcionários para atendimentos essessiais da população. As áreas de Saúde, educação e limpeza urbana, começarão a sentir o impacto, pois são serviços que a população necessita cotidianamente, como funcionamento dos PSF, funcionamento das escolas da rede municipal de ensino, limpeza da cidade e outros eventuais serviços que sofrerão com a falta de profissionais.

Dra. Geane faz um apelo a Justiça Paraibana para que seja julgado as ações deste caso de forma imediata para que a população não seja prejudica logo no inicio do seu mandato, até porque segunda a prefeita, o Tribunal de Contas do Estado , orienta os asdministradores, para que não contratem funcionários sem a realização de concurso público ou processo seletivo.

Ela promete que não deixará a população que necessita destes serviços ficar prejudicada e garante lutar pelo retorno dos concursados aos seus devidos locais de trabalho.

“Saibam que foi nas ruas que ganhei forças para manter acesa a chama da nossa caminhada. Saibam que foi nas ruas que encontrei o maior apoio para encarar, de frente, a força dos que tentavam interromper o crescimento de Uiraúna, e é com esta determninação que nós vamos buscar o que é melhor para o nosso povo, que recentemente deu o seu grito de liberdade política”, declarou a prefeita.

JOSELITO FEITOSA
Da Redação do Diário do Sertão

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares