header top bar

section content

Profissionais da imprensa terão curso em Cajazeira para tirar documento da DRT. Veja

Até então o curso só acontecia em João Pessoa e isso dificultava a chance dos profissionais de Cajazeiras terem o documento

Por Jocivan Pinheiro

08/08/2016 às 14h50 • atualizado em 08/08/2016 às 15h54

As pessoas que trabalham na imprensa de Cajazeiras e ainda não são registradas profissionalmente terão uma boa oportunidade para obterem a carteirinha da DRT (Delegacia Regional do Trabalho). É que o representante do Sindicato dos Radialistas da Paraíba, Francisco Matias, anunciou que em setembro ou outubro haverá um curso em Cajazeiras para esses profissionais.

Até então esse curso de profissionalização e registro só acontecia na capital João Pessoa e isso dificultava a chance de alguns radialistas e demais membros de imprensa de Cajazeiras terem o documento da DRT. Mas neste ano o sindicato local conseguiu trazer o curso para o Alto Sertão.

Segundo Francisco Matias, a confirmação de datas, valores e documentação exigida será divulgada em breve, mas ele já adiantou que o curso acontecerá em quatro fins de semana e o valor da taxa de inscrição vai depender do número de pessoas inscritas. Ele acredita que será um preço cômodo para todos.

DRT

“Ter” um DRT, como a maioria diz, significa ser registrado profissionalmente, ter sua profissão regulamentada na sua carteira de trabalho. Teoricamente, se você “tem” um DRT, significa que você é profissional habilitado a exercer uma função técnica. Pela Lei 6.533 de 1978, que regulamenta a profissão de artistas e técnicos, somente profissionais com este registro podem ser contratados para trabalhar em TV, cinema, teatro ou publicidade.

DIÁRIO DO SERTÃO

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada