Cidades
11/11/2016 às 19h41 • atualizado em 12/11/2016 às 12h11

postado por: Jocivan Pinheiro

VÍDEO: Prefeito da região de Cajazeiras anuncia fim de secretarias e governo popular com resistência a Temer

Chico Pereira projeta um governo de diálogo com o povo e com grupos de representação social, como sindicatos e associações

O processo de transição de governo no município de Bonito de Santa Fé já começou e uma das novidades é que, de acordo com o prefeito eleito, algumas secretarias serão extintas para dar lugar a novas. Em entrevista exclusiva à TV Diário do Sertão, Chico Pereira (PSB) revelou que vai manter na sua gestão vários secretários do atual governo, porém alguns deles serão remanejados para outras pastas de acordo com o perfil técnico.

Prefeito eleito Chico Pereira

Prefeito eleito Chico Pereira

O novo prefeito garantiu que vai priorizar um secretariado técnico, sem ‘apadrinhados políticos’. “Eu quero um governo que seja mais ou menos técnico. Essa questão de você colocar no topo do secretariado apadrinhados políticos pode causar um prejuízo à administração e consequentemente ao povo”, comentou.

VEJA TAMBÉM: Apoiado pela prefeita, povo vai à rua contra PEC 55 em cidade da região de CZ

Outra marca do seu governo, segundo ele, será a participação popular nas decisões. Professor e ex-sindicalista, Chico Pereira projeta um governo de diálogo constante com o povo e com os grupos de representação social, como sindicatos e associações.

“Um governo para se sair bem no final, tem que ser um governo baseado nos princípios republicanos, onde se respeita o que é do povo. Temos que respeitar os princípios básicos da democracia. Temos que ter um governo onde as pessoas também participem, que decidam o que deve ser feito, e dentro dessas decisões nós podemos eleger as prioridades e terminar como um governo bom.”

O novo prefeito conta que já está visitando comunidades para conhecer as suas principais carências e tentar resolvê-las, mas algumas missões não serão fáceis devido à crise financeira e aos obstáculos do governo Temer.

“Não que a gente vá conseguir resolver, porque no governo Temer vamos ter muitas dificuldades, mas pelo menos que a sociedade participe e veja que o que não for feito, é porque a gente não tem condições. Se a gente acertar, vai ser com o povo. Se a gente errar, vai ser com o povo.”

Protesto contra PEC 55 em Bonito de Santa Fé

Chico Pereira participou de protesto contra a PEC 55 em Bonito de Santa Fé (Foto: Fred Lacerda)

Resistência a Temer

Vindo das lutas sociais, Chico Pereira se posiciona contra o governo do presidente Michel Temer, considerado por ele ilegítimo por ter sido fruto de um ‘golpe de Estado’. Ele promete que apesar das dificuldades que vai enfrentar, sua gestão será de resistência.

“Mesmo com o advento dessa PEC, mesmo com esse golpe de Estado que foi dado, é possível fazer alguma coisa. O fato de eu ser prefeito, não quer dizer que eu vá deixar de resistir aos desmandos dos interesses da classe dominante desse país.”

Maioria na Câmara

A coligação de Chico Pereira conseguiu eleger a maioria de vereadores na Câmara Municipal – 5 contra 4 da oposição -, e ele acredita que terá uma boa relação com os adversários políticos pelo fato de seu governo ser um governo popular, cujos projetos são de interesse social e não particular.

“Em um governo popular não há como haver muitos contraditórios. Não vai haver muita resistência por parte da oposição porque se a oposição for contra esse governo popular, estará sendo contra o povo”, declarou.

Manter a palavra…

A mensagem final do prefeito eleito é de que ele vai manter o discurso feito durante a campanha, em que prometeu uma gestão popular de diálogo com os grupos sociais e aproximação do povo.

“O que eu propaguei durante toda a campanha não foi fruto de demagogia. Aquilo é o que eu penso. Quero fazer um governo junto com o povo. Não vou ser um prefeito de gabinete, vou ser um prefeito das ruas, das associações, dos sindicatos.”

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário