header top bar

section content

EXCLUSIVO: Em Sousa, Polícia Civil consegue prender homem acusado de cometer homicídio. Confira aqui!

Após ser preso, foi levado a Delegacia de Polícia Civil, e logo em seguida para Colônia Penal Agrícola do Sertão, a qual ficará a disposição da Justiça sousense

Por Estagiário

18/11/2016 às 17h41 • atualizado em 18/11/2016 às 22h02

Vítima Gerôncio Alves de Santana (Foto: Sertão Informado)

O Grupo Tático Especial (GTE) e agentes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) em uma ação no bairro Angelim de Sousa, prendeu um homem acusado de homicídio. O popular tinha um mandato de prisão pela justiça sousense por cometer homicídio qualificado, crime ocorrido no dia 25 de junho, contra Gerôncio Alves de Santana, conhecido por “Jonhson”, 42 anos.

O crime ocorreu na Rodovia José de Paiva, que liga Sousa a Uiraúna, a vítima seguia em uma moto quando se envolveu em um acidente contra outra moto.

O corpo do popular foi levado ao Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (NUMOL), sendo certificado que ele tinha anteriormente sido vítima de disparos de arma de fogo e provavelmente tentava fugir quando veio a colidir com outra moto que seguia em sentido oposto com três pessoas que ficaram gravemente feridas.

Agentes da Polícia Civil passaram apurar o caso e tiveram como conclusão que foi um homicídio, sendo que um dos envolvidos foi esse cidadão, que cometeu o crime com ajuda de outra pessoa (nome preservado), que se encontra foragida.

Após ser preso, foi levado a Delegacia de Polícia Civil, logo em seguida para Colônia Penal Agrícola do Sertão, a qual ficará a disposição da Justiça sousense. A ação investigativa foi coordenada pela Dra. Patrícia Forny e pelo Dr. Carlos Seabra, que conseguiram esclarecer esse crime.

DIÁRIO DO SERTÃO

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview