header top bar

section content

Representante da Emater-PB explica por que Garantia Safra só será pago em janeiro

Edilson Pereira descarta a possibilidade de pagamento neste mês de dezembro

Por Jocivan Pinheiro

30/11/2016 às 16h35

Os agricultores da Região 1, que engloba 110 municípios paraibanos nas regiões do Cariri e Sertão, ainda vivem a expectativa de começarem a receber o Garantia Safra referente aos anos 2015 e 2016. Conforme explicou Edilson Pereira, coordenador regional da Emater-PB, o Governo do Estado ainda não efetuou o pagamento completo do benefício porque alguns municípios não cumpriram, até o momento, com sua parte.

edilson-pereira-emater-pb

Edilson Pereira, coordenador regional da Emater-PB

Para que os agricultores pudessem receber o benefício já neste mês de dezembro, todos os municípios deveriam ter repassado seus aportes até o dia 10 de novembro, como preconiza a regra da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (antigo Ministério do Desenvolvimento Agrário).

Edilson descarta a possibilidade de pagamento neste mês e acredita que o benefício será pago somente em janeiro de 2017. “Que nenhum agricultor se preocupe com relação ao pagamento do benefício. Só alertando que nós não temos esperança que esse benefício possa sair ainda em dezembro”, disse.

O Garantia Safra é pago em cinco parcelas de R$ 170 cada, totalizando R$ 850 por agricultor. Os pagamentos seguem as mesmas datas definidas pelo calendário de benefícios sociais da Caixa Econômica Federal. A cada mês uma nova portaria é publicada incluindo novos beneficiários.

DIÁRIO DO SERTÃO

CALDEIRÃO POLÍTICO

Radialista comenta a polêmica união do Prefeito de São João do Rio do Peixe com Ricardo Coutinho. VEJA

CASOS QUASE PERDIDOS

VÍDEO: Médico cajazeirense relata ‘milagres’ na sala de cirurgia que ‘resgataram’ pacientes da morte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

A divindade de Cristo e do Espirito Santo é bíblica? Programa Evangélico tira dúvidas em relação ao tema

EX-POLICIAL MILITAR

VÍDEO: Antes de virar pastor, ex-policial diz que matava pessoas porque resolveu “tomar o lugar de Deus”