header top bar

section content

Educação de Bernardino Batista sobe para 7º lugar e Cajazeiras amarga a 116ª posição

Segundo o Firjan, Bernardino Batista teve um dos maiores crescimentos da Paraíba.

Por Luzia de Sousa

09/06/2016 às 17h59 • atualizado em 09/06/2016 às 18h02

Santa Helena ocupa o segundo lugar no ranking da Paraíba

O índice Firjan de Desenvolvimento Municipal apontou esta semana, o município de Bernardino Batista, Sertão do estado, na área de educação como o 7º melhor na Paraíba. O ano base da análise foi 2013.

Segundo o Firjan, Bernardino Batista teve um dos maiores crescimentos da Paraíba, passando da 72º no ano de 2012, para figurar entre as 10 primeiras no estado.

Em 2012 o município ocupa a 72ª posição

Em 2012 o município ocupa a 72ª posição

VEJA TAMBÉM

► Com oito atrações musicais, campeonato, cavalgada, motocross e romaria, prefeito da região de Cajazeiras anuncia programação oficial de tradicional festa municipal.

► Prefeito anuncia inaugurações importantes, pagamento dentro do mês trabalhado, garante quatro dias de festa grátis e antecipa 13º salário

► Prefeito da região de Cajazeiras anuncia R$ 2 milhões em parceria com o Estado para construção de açudes

O município de Várzea, também no Sertão ocupa a 1ª colocação e Santa Helena em 2º lugar, referente ao ano de 2013.

Já a cidade de Cajazeiras ocupa a 116ª posição no ranking da Paraíba. Cajazeiras também ficou em uma posição ruim no quesito transparência, caindo de nota 7,8 para 6,50 e ocupando 104ª posição entre os municípios paraibanos, na nova classificação divulgada nessa quarta-feira (08).

A cidade de Cajazeiras está 116ª posição no ranking

Cajazeiras está 116ª posição no ranking

O que é Firjan?
É um estudo que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego & renda, Educação e Saúde. Criado em 2008, ele é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

Metodologia
Sua metodologia possibilita determinar, com precisão, se a melhora relativa ocorrida em determinado município decorre da adoção de políticas específicas ou se o resultado obtido é apenas reflexo da queda dos demais municípios.

Desde 2014, a metodologia do IFDM foi aprimorada para captar os novos desafios do desenvolvimento brasileiro para esta nova década. O principal incremento foi situar o Brasil no mundo. A nova metodologia buscou padrões de desenvolvimento encontrados em países mais avançados, utilizando-os como referência para os indicadores municipais. Outro ponto importante foi a atualização de metas e parâmetros nacionais. Neste caso, o ano de referência deixou de ser 2000 e passou a ser 2010.
Leitura do IFDM

De leitura simples, o índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4 a 0,6), moderado (de 0,6 a 0,8) e alto (0,8 a 1) desenvolvimento. Ou seja, quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade.

DIÁRIO DO SERTÃO

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 11.08.2017