header top bar

section content

Deputado cobra a RC pagamento de motoristas e em resposta, gerente de Cajazeiras ataca oposição

O secretario de Educação de estado se pronunciou após a repercussão do caso na Paraíba e assegurou que regularizaria a problemática em Cajazeiras

Por

30/07/2015 às 12h29

O deputado estadual José Aldemir (PEN) cobrou do Governo do Estado nessa quarta-feira (29), na Assembleia Legislativa, a regularização do transporte escolar na cidade de Cajazeiras. Os motoristas que transportam os estudantes anunciaram paralisação dos serviços na Terra do Padre Rolim.

O secretario de Educação de estado se pronunciou após a repercussão do caso na Paraíba e assegurou que regularizaria a problemática em Cajazeiras, inclusive convocando a Nona Gerência de Educação para uma explicação.

Leia mais: Alunos de CZ reprovam aulas aos sábados e diretor alega faltar pagamento do transporte

A secretária Andreia Braga usou uma emissora local e informou que não tem pagamento em atraso no transporte escolar, pois o mês de julho ainda não terminou. A secretária explicou que mês que estava sendo cobrado seria o mês de julho, que foi pago nesta quinta-feira (30). “Todos os pagamentos estão em dia”

Ela disse que vai chamar alguns motoristas para conversar pessoalmente porque não existe atraso de salário e não justificativa para paralização

Política
Andreia Braga atribuiu a movimentação a seguimentos que desejam inviabilizar sua gestão junto a população e não perdeu a oportunidade de alfinetar a oposição da cidade. “Não reconheço grupo político em Cajazeiras porque para ter grupo tem que ter político bom”

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula