header top bar

section content

Miss Bumbum Paraíba grava vídeo em hospital e diz que ficou paraplégica

Segundo o site do jornalista Fabiano Abreu, a tragédia aconteceu depois que Débora tentou suicídio através da ingestão de remédios antidepressivos e álcool

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

12/06/2016 às 16h20

Débora Caroline Dantas, a modelo que representou a Paraíba no concurso Miss Bumbum 2015, gravou um vídeo no final desta semana afirmando que está paraplégica. Nas imagens publicadas no Youtube, ela aparece com curativos numa cama de hospital e dizendo que perdeu os movimentos das pernas.

Segundo o site do jornalista Fabiano Abreu, a tragédia aconteceu depois que Débora tentou suicídio através da ingestão de remédios antidepressivos e álcool. O EXTRA apurou que a modelo está internada na semi-UTI do hospital Santa Lúcia de Brasília.

“Eu fiquei paraplégica. Queria pedir para vocês continuarem orando, porque, para Deus, nada é impossível”, diz ela no vídeo.

Segundo a amiga Luciane Hoepers, Débora tomava remédio controlado e vivia deprimida.

“Ela sempre bebeu muito e tomava muito remédio, vivia deprimida, com problemas emocionais, dizendo que a vida dela tinha um vazio, que não tinha sentido…”, conta.
Luciane diz que soube através de uma outra amiga que Débora tentou se suicidar há duas semanas.

“Soube que ela bebeu muito, foi para a casa de um amigo e tentou se suicidar, se jogando do quarto andar de um prédio. Só que ela se arrependeu e se segurou na sacada do terceiro andar. Depois disso, ela foi internada”.

Débora tem 23 anos, é estudante de Direito e sonhava ser delegada ou promotora. A morena é ex-namorada do funkeiro Mister Catra e foi capa da revista “Sexy” de novembro.

Extra

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 11.08.2017

INTERVIEW

Educadora fala da infância difícil e sua trajetória de sucesso: ‘Faltava dinheiro, mas não alegria’