header top bar

section content

Núbia Óliiver conta como fugiu de ‘teste do sofá’ e outros assédios

"Já percebo mais respeito", diz Núbia Óliiver após denúncias de assédio

Por Jocivan Pinheiro

01/05/2017 às 17h59 • atualizado em 01/05/2017 às 18h54

Núbia Óliiver

“Sofri assédio a minha vida toda. De um simples galanteio com cunho sexual na rua até ser trancada dentro de um apartamento por homem que queria transar comigo.” As palavras são da modelo e atriz Núbia Óliiver.

Ela revelou detalhes da tentativa de estupro sofrida no início da carreira. “Aconteceu com um diretor famoso de uma grande emissora e que continua na ativa. Eu já fazia pequenas participações em programas e estava correndo atrás de um teste para uma novela e ele me convidou para conversar na casa dele. Fui inocente? Fui, mas quem não ficaria empolgada com uma oportunidade? Não vi maldades”, lembra Núbia.

O “teste” até começou mesmo com uma leitura de textos, mas aos poucos o tal diretor foi revelando suas segundas intenções. Pior. Trancou as portas e escondeu as chaves para desespero de Núbia que só conseguiu sair daquela situação quando conseguiu chegar perto de uma janela e ameaçou fazer um escândalo na vizinhança. “O homem ficou uma fera e jurou que se eu fosse embora sem transar com ele, eu nunca mais faria uma participação na emissora. Nunca mais fui chamada para fazer nada.”

Núbia Óliiver

Núbia não denunciou na época o diretor e preferiu fingir que nada aconteceu daquela vez e de tantas outras vezes que foi chamada para malfadado “teste do sofá”. Com 43 anos de idade e 23 de carreira, ela nunca teve problemas em exibir o corpo: já posou nua 17 vezes e perdeu a conta de quantos trabalhos sensuais fez na vida, mas a modelo lembra que assédio acontece com muitas mulheres, independente da profissão e da condição social.

“A mulher bonita que disser que nunca tem que sofreu um assédio está mentindo. Tem o moral, sim, mas a maioria é sexual mesmo: querem uma coisa em troca de sexo e isso acontece em todos os meios, todos os níveis sociais. Eu fiquei calada por medo, por vergonha e por aquela coisa cultural de que a ‘mulher tem que ser dar o respeito’. Hoje, a coisa mudou de figura. Graças a Deus”, comemora.

Mãe de uma adolescente de 13 anos, Núbia vibra com cada denúncia de assédio. “Eu tenho acompanhado todos. Não me assusto, mas me surpreendo com a coragem dessas meninas. Elas estão arrombando as portas e janelas para que outras mulheres façam o mesmo. Quem imaginaria ver um galã, ver empresários e autoridades denunciados? Quem imaginaria ver as mulheres não se curvarem mais diante de um relacionamento abusivo?”, vibra.

Núbia Òliiver diz que já sentiu uma diferença na abordagem masculina nos últimos meses: ”Agora é um fato: um homem tem que pensar duas vezes na hora de fazer um elogio jocoso ou uma cantada nonsense, que no fundo, fundo é aquela coisa ‘se colar, colou’. Eu já percebo mais respeito nas ruas e nos encontros de trabalhos. Os olhares são menos gulosos e os gracejos cercados de cuidados”.

Do UOL Famosos

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!