header top bar

section content

Luciana Gimenez: ‘Marcelo é o homem da minha vida’

Apresentadora contou mudanças na vida pessoal pós separação

Por Léo Dias - O Dia

15/04/2018 às 08h00 • atualizado em 14/04/2018 às 16h31

Luciana Gimenez e Marcelo de Carvalho

Luciana Gimenez comentou pela primeira vez a sua separação abertamente. Em entrevista para a jornalista Joyce Pascowitch, a apresentadora garante: “é um momento muito íntimo da família. A gente não lava a nossa roupa no varal alheio. Acredito que não tenho de dar explicação da minha vida pessoal para os outros. Nós somos pessoas comuns. O que posso dizer é que amo a minha família, amo o Marcelo de paixão. (começa a chorar). Ele é o homem da minha vida. Nunca vou ficar com ninguém tanto tempo. São 15 anos. Sou doida com o Marcelo. Ele sempre foi um grande apoiador de tudo meu. Muito da Luciana é por causa dele”, completou.

Luciana também comentou mudanças na vida pessoal: “Parei de roer unha este ano. Roía desde os 6. Comecei a dirigir também. Nunca tinha dirigido na minha vida e até comprei um carro. Ano de mudanças. Nossa, cresci, estou me sentindo madura (risos).”

A bela também confessou possíveis novos rumos em sua carreira neste ano: “Recebi vários convites de outras emissoras, da Band, da Record, da Globo não. Ainda não sei muito bem o que eu vou fazer. Gosto muito de trabalhar na RedeTV!, é a minha casa. Tenho muita dificuldade para mudança”.

Fonte: https://leodias.odia.ig.com.br/colunas/leo-dias/2018/04/5531241-luciana-gimenez--marcelo-e-o-homem-da-minha-vida.html

CALDEIRÃO POLÍTICO

Radialista comenta a polêmica união do Prefeito de São João do Rio do Peixe com Ricardo Coutinho. VEJA

CASOS QUASE PERDIDOS

VÍDEO: Médico cajazeirense relata ‘milagres’ na sala de cirurgia que ‘resgataram’ pacientes da morte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

A divindade de Cristo e do Espirito Santo é bíblica? Programa Evangélico tira dúvidas em relação ao tema

EX-POLICIAL MILITAR

VÍDEO: Antes de virar pastor, ex-policial diz que matava pessoas porque resolveu “tomar o lugar de Deus”