header top bar

section content

Jogador suspenso do Vasco pode pegar 4 anos de prisão por espancar a namorada

Caso foi registrado na Delegacia de Proteção à Mulher e jogador pode ser condenado a até quatro anos de prisão

Por

10/06/2015 às 09h05

Afastado pelo Vasco, Bernardo é acusado de agredir a ex-namorada

Com contrato suspenso, Bernardo foi afastado, não viajou com a delegação para Mangaratiba e aguarda definição sobre seu futuro no Vasco. Se não bastasse, fora de campo, está envolvido em mais um caso de polícia. Desta vez, ele é acusado de agredir a socos e pontapés a ex-namorada Patricia Melo, de 27 anos.

Segundo o registro de ocorrência (912-01310/2015) feito pela vítima na Delegacia de Atendimento Especial à Mulher (Deam) do Centro do Rio, o crime ocorreu no dia 1º, após discussão na casa dela, no Recreio dos Bandeirantes.

Em depoimento na última quarta-feira, Patricia, que passou por exame de corpo de delito e é a pessoa que aparece mantendo relações sexuais com Bernardo em dois vídeos vazados na internet, contou que a briga entre os dois começou pelo fato de o apoiador querer beber todos os dias.

Além de socos e pontapés, Bernardo, segundo Patricia, puxou seu cabelo, seus braços e lhe deu um tapa no rosto. De acordo com a jovem, ele também a xingou e a ameaçou com a seguinte frase: “Vai embora mesmo, senão vou acabar te matando.”

Segundo vizinhos, na briga, Bernardo ainda teria tomado um carro — modelo Honda Civic preto — que dera de presente a Patricia com alguns pertences dela dentro. Há relatos no Vasco de que o atleta passou a chegar constantemente atrasado aos treinos, o que teria determinado o afastamento.

Enquadrado na Lei Maria da Penha por lesão corporal, ameaça e injúria, Bernardo pode ser ouvido esta semana. As penas dos crimes chegam a quatro anos de prisão. A situação ainda pode piorar e o atleta responder por um outro crime — há suspeita por parte da vítima de que o jogador teria sido o responsável pelo vazamento dos vídeos eróticos na internet.

O caso, registrado pelo próprio jogador no dia 14 de maio, na 37ª DP (Ilha do Governador), é investigado pela Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI). “O procedimento está em curso e, caso seja descoberto que Bernardo foi o autor do fato, ele deverá responder por isso”, disse o advogado de Patricia, Carlos Gonçalves. A reportagem entrou em contato com a assessoria de Bernardo, mas não conseguiu resposta às ligações.

IG

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe