header top bar

section content

Dilma assina nova política para o salário mínimo no Brasil

Aumento do salário mínimo representa R$ 64 a mais todo mês

Por

25/03/2015 às 08h33

Dilma em seu pronunciamento disse que não vai renunciar

A presidente Dilma Rousseff editou, nesta terça-feira (24), a nova política para o salário mínimo – que valerá de 2016 a 2019 – e garantiu que o governo federal fará "profundos cortes" em seus gastos.

"Queremos que esse dinheiro vá sustentar os gastos com projetos sociais", afirmou Dilma em cerimônia em Brasília, acrescentando que o ajuste fiscal é fundamental para o Brasil.

Tramitava na Câmara um projeto sobre o mesmo tema. Deputados já analisaram o texto principal da proposta sobre salário mínimo, mas restava a votação de emendas – uma delas estende a correção a aposentados que ganham mais de um salário mínimo, o que poderia aumentar o impacto na Previdência.

Aumento do salário mínimo representa R$ 64 a mais todo mês
A proposta entrou na pauta na semana passada, mas a votação foi adiada, enquanto integrantes do governo negociavam para produzir uma alternativa.

Mais cedo, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, afirmou que há uma vedação constitucional para indexar essas aposentadorias ao mínimo e que esperava um amplo entendimento na base e entre partidos da oposição sobre o tema.

"Para que se faça a renovação da política salarial com responsabilidade na sustentabilidade fiscal do país”, disse o ministro a jornalistas no Palácio do Planalto.

Reuters / Terra

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!

XEQUE-MATE

VÍDEO: Vereador de Cajazeiras e educadores esclarecem polêmicas sobre a identidade de gênero nas escolas

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018