header top bar

section content

VÍDEO: Xeque-Mate especial ‘154 anos de Cajazeiras’ recebe prefeito, primeira-dama, professor e youtuber

Convidados proporcionaram um bom debate sobre Cajazeiras em várias perspectivas, expondo críticas e possíveis soluções para a cidade se desenvolver cada vez mais

Por Jocivan Pinheiro

25/08/2017 às 18h36 • atualizado em 25/08/2017 às 18h41

O programa Xeque-Mate da última segunda-feira (21) teve clima de festa, homenagens, nostalgia e polêmicas. O apresentador Fernando Antônio recebeu o prefeito de Cajazeiras, José Aldemir Meireles; sua esposa e secretária de Saúde Paula Francinete; o professor e historiador Chagas Amaro e o youtuber Geytalo Ferreira. Tudo isso para celebrar os 154 anos de Cajazeiras, mas também para pensar os rumos da terra do Padre Rolim.

Os convidados proporcionaram um bom debate sobre Cajazeiras em várias perspectivas, expondo críticas e possíveis soluções para a cidade se desenvolver cada vez mais, de preferência com paz.

Para o prefeito José Aldemir, a cidade está crescendo, sobretudo nos âmbitos empresarial e educacional. No entanto, não evoluiu em relação a políticas públicas.

O youtuber Geytallo Ferreira, que causou polêmica ao publicar um vídeo em tom de desabafo e crítica às autoridades públicas e policiais por causa da violência na cidade, comentou a importância das redes sociais para compartilhar opiniões sobre assuntos sérios que envolvem a sociedade cajazeirense.

A secretária Paula Francinete ressaltou que na atual gestão municipal, Cajazeiras está aos poucos voltando ao rumo da organização e do crescimento, mesmo com toda a dificuldade de se gerir um município em tempos de crises política e econômica.

Já o professor Chagas Amaro retomou o passado expondo sua opinião a respeito do Padre Rolim ser considerado o fundador da cidade. Ele esclareceu que Cajazeiras emancipou-se politicamente em 23 de setembro de 1863 e tornou-se cidade em 10 de julho de 1876. Logo, 22 de agosto não deveria ser uma data comemorativa nesse sentido.

O historiador também destacou a importância do Colégio Diocesano Padre Rolim para o desenvolvimento econômico do município e opinou sobre a histórica frase: “Cajazeiras, cidade que ensinou a Paraíba a ler”.

O programa finalizou com um bolo comemorativo dos 154 anos da cidade, quando todos apagaram as velas.

DIÁRIO DO SERTÃO

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula