header top bar

section content

Perilima poderá pedir afastamento da segunda divisão do paraibano 2009

Prestes a começar a Série B do Campeonato Paraibano, a Perilima está enfrentando sérias dificuldades financeiras. Sem verba para inscrever os atletas que irão defender o clube na competição, o time amarga ainda o não recebimento do Gol de Placa do ano de 2007. Até hoje muitas promessas foram feitas, mas nada de concreto.  O […]

Por

30/04/2009 às 12h00

Prestes a começar a Série B do Campeonato Paraibano, a Perilima está enfrentando sérias dificuldades financeiras. Sem verba para inscrever os atletas que irão defender o clube na competição, o time amarga ainda o não recebimento do Gol de Placa do ano de 2007. Até hoje muitas promessas foram feitas, mas nada de concreto. 

O fato é que sem dinheiro para arcar com as despesas da competição, o time liderado pelo folclórico Pedro Lima, o jogador profissional mais velho em atividade no mundo, fará nesta quinta-feira um protesto para cobrar das entidades competentes ? no caso o governo do Estado, a liberação da verba a que o time tem direito. 

O protesto acontece às 16h no campo do Jardim Paulistano, que fica situado na Avenida Assis Chateaubriand. 

As dificuldades do único time de Campina Grande inscrito na Segundona já são visíveis antes mesmo do início da competição. O time sequer tem verba para registrar os vinte jogadores (seis mil reais), que vão compor o elenco, não tem padrão de jogo nem de treino, usando algumas peças surradas que ainda resistem do ano de 2005 e 2007, quando foi 1ª Divisão. Os jogadores vão a pé ou de bicicletas para o campo de várzea onde treina sem comissão técnica, pois não tem recursos para pagar. 

Em 2009 a Perilima vai para a disputa querendo fugir do termo saco de pancadas. Sem patrocínio, Perí, avisa. "Se não recebermos o nosso Gol de Placa 2007, não teremos como arcar com as despesas da competição, estou devendo muito dinheiro, por conta de ter disputado a Série B do ano de 2008, com dinheiro emprestado, confiando que receberia o Gol de Placa a que a Perilima tem direito, só que o governo anterior me enganou durante todo o tempo (dois anos), sempre afirmando que pagaria, chegou a marcar o dia e dizer que o valor seria corrigido (de 100 mil, passaria para 107, no dia seguinte telefonou dizendo que tinha sido um "equívoco" e que embora reconhecesse o direito da Perilima e a injustiçada que estava acontecendo, não havia mais verba disponível, porque outros times receberam a mais. Para complicar ainda mais, tenho dívidas vindas do ano de 2007", pontificou Perí com lágrimas nos olhos, afirmando que sua esperança está no governador José Maranhão, que assumiu recentemente o Estado. 

Fonte: Ascom

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview