header top bar

section content

Violência: Jogador argentino morre ao reagir a assalto

Jogador argentino morre ao reagir a assalto; Calleri e Montillo lamentam

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

13/05/2016 às 10h37

Rodrigo Espíndola foi assassinado em tentativa de assalto (Foto: Reprodução / Twitter)

O defensor Rodrigo Federico Espíndola, de 26 anos, faleceu na madrugada desta sexta-feira, no Hospital Santamarina, de Buenos Aires, após ser baleado em um assalto quando chegava em casa, na cidade de Monte Grande, que fica a 30 quilômetros da capital argentina. O atleta reagiu à abordagem dos assaltantes quando entrava de carro na garagem. Ele estava com a mulher e o filho.

O jogador tentou impedir a invasão dos bandidos na residência, e acabou atingido no peito por um tiro. Espíndola foi levado para o hospital, mas faleceu minutos após dar entrada. O time de Espíndola, o Nueva Chicago, que disputa a Segunda Divisão na Argentina, divulgou um comunicado para informar o ocorrido.

– Lamentamos informar que o nosso jogador Rodrigo Espíndola faleceu há instantes. O Nueva Chicago, através da sua comissão diretiva, se coloca à disposição da família e se soma ao pedido de justiça e esclarecimento do fato. Não há nada que justifique a perda da vida de um jovem com todo o futuro pela frente. Pedimos uma oração em sua memória –, afirmou o vice-presidente do time, Daniel ferreiro.

O atacante Jonathan Calleri, do São Paulo, lamentou a morte do compatriota. “Que injusta é a vida… Que tristeza. Muita força à família de Rodrigo Espíndola neste momento”, escreveu no Twitter.

O meia Walter Montillo, ex-Santos e Cruzeiro, indignou-se: “Meu mais sentido pêsame à família de Rodrigo Espíndola. Até quando vamos seguir assim? Daqui a pouco estarão matando todos”, disse na rede social.

O Boca Juniors também se solidarizou com a família do defensor. A Associação de Futebol Argentina (AFA) se manifestou.

“O presidente Luis Segura, em nome do comitê executivo da Associação do Futebol Argentino e de toda a família de nosso querido esporte, expressa sua dor e comoção pelo assassinato de Rodrigo Espíndola, defensor do clube Nueva Chicago, e envia suas condolências a sua família, pessoas próximas e toda a comunidade da instituição. A AFA se põe à disposição e se junta ao pedido de justiça”, diz a entidade.

Extra

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”

CÓDIGO COMPROVA

No 1º Xeque-Mate de 2018, tecnólogo diz que é fácil fraudar eleições com urna eletrônica e explica como

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o centravante Bruno Aurora, Carlos Kennedy e o presidente da ASCAT-CZ