header top bar

section content

José Aldo, sobre provocação de fãs de McGregor na internet : “É um saco”

Redes sociais do brasileiro costumam ser alvo dos torcedores do irlandês, que escrevem "13 segundos" nas postagens, em alusão ao nocaute aplicado no UFC 194

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

19/05/2016 às 10h05 • atualizado em 19/05/2016 às 10h30

Brasileiro José Aldo (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)

Ex-campeão peso-pena do UFC, José Aldo costuma utilizar o Instagram para postar fotos de treinos, da família, dos amigos e para promover seu filme, por exemplo. Independentemente do motivo, uma coisa é certa: nos comentários haverá menções ao nocaute sofrido para Conor McGregor, no UFC 194, em dezembro do ano passado. Geralmente, os torcedores do irlandês escrevem “13 segundos” no post, em alusão ao tempo em que a derrota foi consumada.

Em entrevista à imprensa, em Curitiba, no último sábado, quando acompanhou o UFC 198, José Aldo comentou a provocação dos fãs de McGregor, que insistem em fazê-lo lembrar do revés.

– P*** que pariu. É um saco do cara***, que chateação. Faz parte. Até hoje não esqueceram. Posto qualquer coisa, foto de amigo e colocam (13 segundos) no post dos amigos também, xingam. Eles sabem o quão forte eu sou. Ele não vai ter a sorte que deu de novo.

O fato de disputar o cinturão interino – e não o linear -, ainda incomoda José Aldo. Entretanto, o manauara, que enfrenta Frankie Edgar, no UFC 200, dia 9 de julho, procura olhar para o futuro e garante que perder o título aumentou sua gana.

– Fiquei muito triste, porque na minha mente ia fazer a revanche, mas superei essa fase. Tenho que andar pra frente, com a minha fome de lutar de novo, de ser campeão, reacendeu aquela chama. Não que estivesse apagada, mas estava em fogo morno. O Frankie é o próximo passo que tenho que dar. Tenho que vencê-lo com respeito e pegar aquele mer** de novo.

Para o próximo combate, o atleta da Nova União promete o estilo agressivo que o consagrou, principalmente antes de entrar no UFC, quando nocauteava o oponente que estivesse em seu caminho.

– Sempre treinei forte, agora vou acima do limite. Não que estivesse treinando errado, mas tenho que melhorar, fazer coisas novas e rever aquilo que me fez campeão, fazer lutas empolgantes. Mudei um pouco de tudo, estou treinando com Emerson Falcão, campeão do WGP, todo dia comigo, sempre tive um muay thai muito forte, vinha deixando de lado um pouco, estava muito mais estratégico. Vou colocar mais coração para empolgar de novo e voar mais alto.

Sportv

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!