header top bar

section content

Paraibano de 2016 registra o artilheiro com menor número de gols da história

Fora das finais, Rodrigão termina como artilheiro com apenas 9 gols; marca é a mais baixa entre todos os campeonatos com registro histórico e da era do profissionalismo

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

16/06/2016 às 10h10 • atualizado em 16/06/2016 às 16h44

Rodrigão foi escolhido o artilheiro do Paraibano (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Artilheiro do Brasil em 2016, o atacante Rodrigão não ficou no Campinense para as finais do Campeonato Paraibano. Vendido ao Santos, ele saiu após as semifinais contra o CSP, com 9 gols marcados na competição. O suficiente para terminar como principal artilheiro, repetindo o feito da Copa do Nordeste, na qual a Raposa ficou com o vice-campeonato.

Aliás, os 9 gols marcados por Rodrigão representam a pior marca da história do Campeonato Paraibano – pelo menos, nas edições com registro de artilharia. Isso porque apenas em dois anos da era amadora (antes de 1960) há registros dos goleadores. De 1960 para cá, o recorde negativo tinha sido em 2000, quando o trezeano Rincón marcou apenas dez gols.

Mas vale lembrar que o campeonato deste ano foi mais enxuto depois que a CBF reduziu o calendário dos estaduais. Rodrigão jogou apenas 14 vezes, e os 9 gols lhe dão uma boa média de 0,64 por partida.

O mais curioso é que o Campeonato Paraibano já teve artilheiros com marcas expressivas. Em 1983, por exemplo, Dentinho, do Botafogo-PB, marcou 42 gols e é até hoje o maior goleador em uma só edição. Roberto Michelle (40 gols pelo Sousa em 1995), Rocha (35 gols pelo Treze em 1989), Aguinaldo (35 gols pelo Botafogo-PB em 1992) e Marcos Pitombinha (35 gols pelo Treze em 1993) também são outros goleadores históricos do Paraibano.

Rodrigão é o 15º raposeiro a conquistar o topo da artilharia do estadual. Antes dele, o último havia sido Warley, em 2012. Dois jogadores foram goleadores em três edições – Ireno (1965, 1966 e 1968, sempre pelo Campinense), e Edmundo (2007, pelo Nacional de Patos; 2009, pelo Sousa; e 2010, pelo Botafogo-PB).

TODOS OS ARTILHEIROS DO CAMPEONATO PARAIBANO

1938 – Alírio (União), 8 gols
1957 – Delgado (Auto Esporte), 11 gols
1960 – Zezinho Ibiapino (Campinense), 18 gols
1961 – Pedro (Treze), 10 gols
1962 – Tonho Zeca (Campinense), 12 gols
1963 – Cocó (Campinense), 11 gols
1964 – Ruiter (Campinense), 16 gols
1965 – Ireno (Campinense), 17 gols
1966 – Ireno (Campinense), 11 gols
1967 – Farias (Campinense), 13 gols
1968 – Ireno (Campinense), 20 gols
1969 – Nide (Treze), 16 gols
1970 – Dissor (Botafogo), 14 gols
1971 – Edgar (Campinense), 15 gols
1972 – Edgar (Campinense), 15 gols
1973 – Vandinho (Treze), 17 gols
1974 – Clóvis (Nacional de Patos), 19 gols
1975 – Edílson (Atlético de Sousa), 13 gols
1976 – Edílson (Atlético de Sousa), 16 gols
1977 – Jorge Demolidor (Botafogo), 22 gols
1978 – Magno (Botafogo), 15 gols
1979 – Adelino (Treze), 19 gols
1980 – Hélcio Jacaré (Treze), 15 gols
1981 – Joãozinho Paulista (Treze), 30 gols
1982 – Lula (Treze), 22 gols
1983 – Dentinho (Botafogo), 42 gols
1984 – Carlinhos Mocotó (Botafogo), 19 gols
1985 – Carlos Roberto (Botafogo), 15 gols
1986 – Garrinchinha (Nacional de Cabedelo), 13 gols
1987 – Wamberto (Nacional de Patos), 20 gols
1988 – Nei (Botafogo), 14 gols
1989 – Rocha (Treze), 35 gols
1990 – Menon (Nacional de Patos), 17 gols
1991 – Orlando (Campinense), 15 gols
1992 – Aguinaldo (Botafogo), 35 gols
1993 – Marcos Pitiombinha (Treze), 35 gols
1994 – Missinho (Botafogo), 26 gols
1995 – Roberto Michelle (Sousa), 40 gols
1996 – Gílson Jacaré (Socremo), 15 gols
1997 – Wamberto (Botafogo), 16 gols
1998 – Marcelo Santos (Botafogo), 24 gols
1999 – Bia (Sousa), 17 gols
2000 – Rincón (Treze), 10 gols
2001 – Val Araguaia (Treze), 15 gols
2002 – Binho (Campinense), 16 gols
2003 – Paulinho Guerreiro (Atlético de Cajazeiras), 17 gols
2004 – Adelino (Campinense), 19 gols
2005 – Ânderson (Nacional de Patos), 11 gols
2006 – Théo (Treze), 12 gols
2007 – Edmundo (Nacional de Patos), 18 gols
2008 – Fredson e Júnior Mineiro (Sousa), 14 gols
2009 – Edmundo (Sousa), 18 gols
2010 – Edmundo (Botafogo), 24 gols
2011 – Cléo Paraense (Treze), 15 gols
2012 – Warley (Campinense), 22 gols
2013 – Warley (Botafogo), 14 gols
2014 – Carlinhos (Santa Cruz), 17 gols
2015 – Rafael Oliveira (Botafogo), 15 gols
2016 – Rodrigão (Campinense), 9 gols

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan