header top bar

section content

Presidente do CSP acredita em recuperação do Sousa e valorização de seus atletas

Quatro jogadores do CSP e o técnico Tazinho estão disputando a Série D pelo Sousa

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

23/06/2016 às 09h55

Sousa perde para o América-PE na segunda rodada da Série D do Campeonato Brasileiro (Foto: Dilvulgação / América-PE)

Acostumado a negociar jogadores, o presidente do CSP, Josivaldo Alves, diz não estar preocupado com o momento atual por que passa o Sousa na Série D do Campeonato Brasileiro. Isto porque o Tigre de João Pessoa emprestou ao Dinossauro quatro jogadores e  ainda cedeu o técnico Tazinho para comandar a equipe na disputa da competição nacional.

A intenção do presidente do CSP é fazer com que seus jogadores mostrem seu trabalho a outras equipes e não fiquem desempregados ao fim do Campeonato Paraibano. Tanto que o CSP emprestou o zagueiro Luiz Paulo, os volantes Peu e Walber, e o meia Leandro ao Sousa para a disputa do Brasileiro da Série D, além do técnico Tazinho.

Mas diante do início ruim do na competição nacional, com a derrota em casa por 2 a 0 para o Globo FC na primeira rodada e o revés diante do América-PE por 2 a 1 no último domingo, o presidente do Tigre constata que neste momento os jogadores emprestados vão sofrer uma desvalorização. No entanto, ele acredita que isto é algo comum, por conta do momento que vive a equipe sertaneja.

– Claro que diante deste início ruim do Sousa, vai ocorrer uma desvalorização natural dos jogadores. O futebol é resultado e isto também influencia na hora de negociar jogadores – disse Josivaldo Alves.

Com experiência no mundo da bola, Josivaldo Alves está otimista com a campanha do Sousa e espera uma reação da equipe nos próximos quatro jogos que tem por fazer na primeira fase da Série D. O Dinossauro enfrenta o Galícia no próximo domingo, no Estádio Marizão.

– Neste momento o Sousa está enfrentando uma fase negativa, mas acredito que eles vão conseguir superar esse momento negativo e lutar pela classificação. Afinal, faltam quatro jogos e no futebol as coisas mudam muito rápido – comentou o presidente do CSP.

Sem disputar competições no segundo semestre deste ano, portanto, o destino de outros jogadores do time vai ser a disputa da 2ª divisão do Paraibano. Isto porque CSP e Nacional de Patos mantém conversas avançadas sobre o empréstimo de alguns jogadores para a composição do elenco do Canário do Sertão.

O CSP é conhecido por exportar muitos atletas para outros clubes e um dos últimos jogadores negociados pelo clube foi o atacante Hélio Paraíba, que está no Criciúma. Ele chamou a atenção do clube jogando o Campeonato Catarinense pelo Guarani de Palhoças e está disputando a Série B do Brasileiro pelo Tigre catarinense, marcando inclusive dois gols na 2ª divisão nacional.

GE

DIÁRIO ESPORTIVO

Tudo sobre as novas contratações e a preparação dos times para o Campeonato Paraibano 2018

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!