header top bar

section content

27% das comemorações de gols no futebol têm menções religiosas

Foi realizado o levantamento analisando as dez primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

24/06/2016 às 14h28

Bruno Rangel, artilheiro do Brasileirão com 7 gols, costuma comemorar apontando para o céu (Foto: Reprodução/Facebook)

O Campeonato Brasileiro da Série A chegou ao final da décima rodada na última quinta-feira. Foram 249 gols que terminaram em 249 comemorações. Destas, 27,30% tem menções religiosas.

Em 68 oportunidades os jogadores fizeram alguma referência à religião, como sinal da cruz e ajoelhar e apontar para o céu.

Vale lembrar que, desde a Copa do Mundo de 2010, a Fifa se esforça para moderar expressões de fé durante seus eventos. Na época, a entidade máxima do futebol mundial enviou comunicados para as federações pedindo para que os jogadores evitassem comemorações de cunho religioso no momento do gol e após as partidas.

Por outro lado, os românticos estão sumidos do futebol. Antes mania entre os atletas, o famoso coraçãozinho parece aos poucos estar dando adeus. Apenas sete destas comemorações aparecem entre os gols das dez rodadas já disputadas.

O beijo na aliança também é outro que está em baixa nos gramados da Série A do Campeonato Brasileiro. Apenas sete vezes os gols foram comemorados desta maneira. Em uma delas, na partida entre Coritiba e Chapecoense, o zagueiro Rafael Marques ainda fez o ’embala bebê’, que ficou famoso após Bebeto fazer o gesto na Copa de 1994.

Uma das comemorações mais curiosas foi realizada por Diego Souza, meia do Sport. Nos jogos contra Atlético-MG e Fluminense, o camisa 87 imitou algo parecido com um rinoceronte após marcar gols decisivos nos dois duelos.

Outra celebração diferente aconteceu no clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro, quando Riascos marcou o segundo gol da Raposa e tentou festejar com sua “dança da minhoca”. Mas, rapidamente, os companheiros de equipe o abraçaram para impedir a performance.

Tem jogador que se empolga e comemora de tudo quanto é jeito um único gol. Kieza, do Vitória, é um exemplo. No jogo diante do Corinthians, o atacante fez o gol da vitória rubro-negra e fez de tudo. Vibrou com a torcida, com os companheiros, fez o coraçãozinho e ainda agradeceu aos céus pelo tento salvador.

“Vamos agradecer”

Até os jogos da Série C contam com comemorações religiosas. O Portal da Band presenciou uma destas cenas no jogo entre Portuguesa e Macaé, no estádio do Canindé, pela primeira rodada do nacional.

Como o local não recebeu torcida, em virtude e uma punição à Lusa, foi possível identificar as conversas dos jogadores.

Aos 31 minutos da segunda etapa, Magnum fez o segundo gol carioca e decretou a vitória do Macaé. Na comemoração, o jogador abraçou os companheiros, que gritaram “vamos agradecer, vamos agradecer”. Já ajoelhados e apontando para o céu, eles falavam: “glória a Deus, glória ao senhor”.

Band

PRECONCEITO

EM CAJAZEIRAS: Gari revela que as pessoas negam água e restaurantes proíbem entrada para comprar marmita

ABANDONADO

VÍDEO: Após saber da morte da mãe, homem passa fome nas ruas de Cajazeiras e faz apelo emocionante para voltar pra casa

PSICOLOGIA NO AR

PERIGO: Médico neurologista faz importante alerta para quem usa remédios tarja preta para dormir

OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’