header top bar

section content

Phelps brilha mais uma vez e conquista 20ª e 21ª medalha de ouro na Olimpíada

Americano é o grande destaque da noite de natação, que teve o brasileiro Marcelo Chierighini se classificando para a final

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

10/08/2016 às 10h56

Michael Phelps conquistou a 20º medalha de ouro na Olimpíada na prova dos 200m borboleta (Foto: Antonio Milena / Veja / NOPP')

Com a presença de alguns astros do basquete dos Estados Unidos, como Klay Thompson e Kevin Durant, o quarto dia de natação na Olimpíada do Rio teve mais um show da dupla Michael Phelps e Katie Ledecky. Mas o americano foi o grande nome da noite ao aumentar sua coleção de ouros para 21, após ganhar mais dois nesta terça-feira. Único brasileiro a cair nas águas da piscina à noite, Marcelo Chierighini fez bonito e garantiu vaga na final dos 100m livre, com o oitavo melhor tempo..

O brasileiro foi muito aplaudido, mas o dono da festa foi Phelps e chegou a se emocionar no pódio ao receber o ouro por ter vencido os 200m borboleta. Em Londres, ele perdeu nessa prova para o sul-africano Chad le Clos, que terminou em quarto em 2016. Além disso, Phelps, enquanto era ovacionado pelo público, foi dar um beijo na mulher, na mãe e no filho. Depois, ainda teve fôlego para ganhar o revezamento 4x200m livre com os Estados Unidos.

Michael Phelps conquistou a 20º medalha de ouro na Olimpíada na prova dos 200m borboleta
Foto: Antonio Milena / Veja / NOPP’
Agora, o multicampeão contabiliza 25 medalhas no total, para a alegria da plateia, que comemorou muito o feito. Já Ledecky vai seguindo os mesmo passos após nova vitória, desta vez nos 200m livre. A nadadora de 19 anos já tem três medalhas no Rio (duas de ouro e uma de prata).

A primeira prova da noite valeu vaga à final dos 100m livre masculino. Marcelo Chierighini participou da segunda bateria da semifinal e terminou em quinto, após virar os 50m em primeiro. Com o tempo de 48s23, ele conseguiu a última vaga, para delírio da torcida. O brasileiro comemorou muito. O melhor foi Nathan Adrian, com 47s83.

Já na final dos 200m livre feminino, Katie Ledecky conquistou o segundo ouro no Rio (o primeiro foi nos 400m livre e ela ainda tem uma prata no revezamento 4x100m) com a marca de 1min5373. A americana superou Sarah Sjostrom, que havia feito o melhor tempo na semifinal. A sueca ficou com a prata e a australiana Emma Mckeon, com o bronze.

Logo em seguida foi a vez de Michael Phelps dar mais um show na piscina e também conquistar a segunda medalha no Rio. Em um fim de prova sensacional, o americano, que liderava bem, chegou a ser alcançado, mas bateu em primeiro (1min53s36), seguido pelo japonês Masato Sakai e o húngaro Tamas Kenderesi. Dono da piscina, Phelps fez o Parque Aquático explodir e foi ovacionado.

Pensa que acabou para o americano? Triturador de marcas, Phelps voltou à piscina cerca de 50 minutos depois (e 10 minutos após receber a medalha de ouro) com a equipe de revezamento 4x200m livre e foi o último a cair na piscina. Os companheiros entregaram a liderança e ele, mesmo cansado, só precisou manter o ritmo para levar os Estados Unidos a mais uma vitória (7min00s66), seguidos por Grã-Bretanha e Japão.

Antes de Phelps voltar, o japonês Ippei Watanabe bateu o recorde olímpico dos 200 m peito (2min7s22) na semifinal. Já na final dos 200m medley feminina, a ‘Dama de Ferro’ Katinka Hosszu também bateu o recorde olímpico (2m06s58) e conquistou o terceiro ouro no Rio. A britânica Siobhan-Marie O’Connor foi prata e a americana Maya Dirado ficou com o bronze.

O Dia

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’