header top bar

section content

Flamengo vacila no primeiro tempo, perde e está fora da Sul-Americana

Mesmo podendo empatar para se classificar, Rubro-Negro é surpreendido pelo Palestino, vê chilenos abrirem 2 a 0 e ainda diminui o placar, mas não consegue evitar a eliminação com a derrota por 2 a 1 em Cariacica

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

29/09/2016 às 08h58

Alan Patrick até marcou, mas não evitou a eliminação do Flamengo na Sul-Americana (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

A vantagem após a vitória por 1 a 0 na semana passada no Chile deixava o Flamengo em posição confortável para avançar na Copa Sul-Americana. Talvez essa situação tenha atrapalhado e muito o Rubro-Negro. Com time misto e apático no primeiro tempo, a equipe da Gávea foi surpreendida pelo chilenos, perdeu por 2 a 1 nesta quarta-feira em Cariacica e deu adeus à Sul-Americana.

No primeiro tempo, o Palestino surpreendeu ao aproveitar a apatia do Flamengo e abrir 2 a 0 com gols de Cereceda e Leonardo Valencia. Os gols atordoaram a equipe do Rubro-Negro que saiu de campo atônita. Na volta do intervalo, Alan Patrick ainda diminuiu o placar, mas faltou fôlego e pernas para a equipe de Zé Ricardo avançar.

Agora o Flamengo volta suas atenções somente para o Brasileirão. Na segunda colocação com 53 pontos, um a menos que o líder Palmeiras, o Rubro-Negro encara o São Paulo, às 16h, no Morumbi.

O JOGO

Com a vantagem obtida no Chile, o Flamengo apostava no aproveitamento de 100% em Cariacica para seguir na Sul-Americana. Mesmo sim, o Rubro-Negro fez questão de tentar se impôr desde o início e partiu para cima do Palestino tentando ampliar a diferença. Porém, a equipe não conseguia transformar a maior posse de bola em chances reais de gols. Atentos ao contra-ataque, a equipe chilena apenas esperava o momento certo para ir à frente.

E aos 32, a chance para a equipe chilena veio. Rafael Vaz chegou atrasado na marcação e cometeu falta perigosa próximo à área em Mazurek. Na cobrança, Valencia carimbou a trave de Alex Muralha. Porém, no rebote, a zaga do Flamengo não conseguiu chegar e Cereceda apareceu sozinho para empurrar para o fundo das redes. O gol atordou o Rubro-Negro e fez com que a torcida presente à Cariacica tentasse levantar o ânimo do time.

Mas mesmo com a maior posse de bola, o Flamengo tinha muitas dificuldades em criar oportunidades para finalização. Guerrero por duas vezes em jogadas com Chiquinho, se enrolou e não conseguiu concluir com contundência a gol. Já nos acréscimos do primeiro tempo, veio o golpe que anestesiou o Rubro-Negro. Em contra-ataque rápido, Valencia avançou com liberdade e chutou de longe. Alex Muralha demorou para cair e quando saltou, já era tarde demais. A bola estava no fundo das redes: 2 a 0 Palestino e clima de velório no Kléber Andrade.

Na volta para o segundo tempo, o Flamengo parecia que tinha finalmente entrado no jogo. Mais contundente e buscando mais a finalização, o Rubro-Negro passou a pressionar os chilenos. Guerrero, aos 12, parou na defesa. Emerson Sheik, em seu primeiro toque na bola, chutou para boa defesa do arqueiro do Palestino. Mas aos 20, veio a oportunidade de ouro. Pará invadiu a área pela direita e foi derrubado por Valencia: Pênalti marcado. Na cobrança, Alan Patrick recolocou o Fla na partida.

Ainda em vantagem na partida, o Palestino seguia bem postado na defesa e com atuação segura para manter a classificação. Totalmente se jogando ao ataque, o Flamengo dava espaço para contra-ataques dos chilenos. Inseguros na defesa, Rafael Vaz e Juan se enrolavam nas saídas de bolas e quase entregavam a posse de graça para os adversários.

Depois de muito pressionar, o Flamengo começou a dar mostras de cansaço no fim da partida e o Palestino tentou aproveitar para encerrar a partida de vez. Em dois lances seguidos, Valencia carimbou a trave no primeiro e no segundo, Benegas chutou assustando demais Alex Muralha. Sem forças para atacar, o Rubro-Negro tentava o abafa, mas faltava fôlego para alguns jogadores no ataque.

O Dia

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!