header top bar

section content

veja mais Esportes

Flamengo vacila no primeiro tempo, perde e está fora da Sul-Americana

Mesmo podendo empatar para se classificar, Rubro-Negro é surpreendido pelo Palestino, vê chilenos abrirem 2 a 0 e ainda diminui o placar, mas não consegue evitar a eliminação com a derrota por 2 a 1 em Cariacica

Por C. Campelo

29/09/2016 às 08h58

Alan Patrick até marcou, mas não evitou a eliminação do Flamengo na Sul-Americana (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

A vantagem após a vitória por 1 a 0 na semana passada no Chile deixava o Flamengo em posição confortável para avançar na Copa Sul-Americana. Talvez essa situação tenha atrapalhado e muito o Rubro-Negro. Com time misto e apático no primeiro tempo, a equipe da Gávea foi surpreendida pelo chilenos, perdeu por 2 a 1 nesta quarta-feira em Cariacica e deu adeus à Sul-Americana.

No primeiro tempo, o Palestino surpreendeu ao aproveitar a apatia do Flamengo e abrir 2 a 0 com gols de Cereceda e Leonardo Valencia. Os gols atordoaram a equipe do Rubro-Negro que saiu de campo atônita. Na volta do intervalo, Alan Patrick ainda diminuiu o placar, mas faltou fôlego e pernas para a equipe de Zé Ricardo avançar.

Agora o Flamengo volta suas atenções somente para o Brasileirão. Na segunda colocação com 53 pontos, um a menos que o líder Palmeiras, o Rubro-Negro encara o São Paulo, às 16h, no Morumbi.

O JOGO

Com a vantagem obtida no Chile, o Flamengo apostava no aproveitamento de 100% em Cariacica para seguir na Sul-Americana. Mesmo sim, o Rubro-Negro fez questão de tentar se impôr desde o início e partiu para cima do Palestino tentando ampliar a diferença. Porém, a equipe não conseguia transformar a maior posse de bola em chances reais de gols. Atentos ao contra-ataque, a equipe chilena apenas esperava o momento certo para ir à frente.

E aos 32, a chance para a equipe chilena veio. Rafael Vaz chegou atrasado na marcação e cometeu falta perigosa próximo à área em Mazurek. Na cobrança, Valencia carimbou a trave de Alex Muralha. Porém, no rebote, a zaga do Flamengo não conseguiu chegar e Cereceda apareceu sozinho para empurrar para o fundo das redes. O gol atordou o Rubro-Negro e fez com que a torcida presente à Cariacica tentasse levantar o ânimo do time.

Mas mesmo com a maior posse de bola, o Flamengo tinha muitas dificuldades em criar oportunidades para finalização. Guerrero por duas vezes em jogadas com Chiquinho, se enrolou e não conseguiu concluir com contundência a gol. Já nos acréscimos do primeiro tempo, veio o golpe que anestesiou o Rubro-Negro. Em contra-ataque rápido, Valencia avançou com liberdade e chutou de longe. Alex Muralha demorou para cair e quando saltou, já era tarde demais. A bola estava no fundo das redes: 2 a 0 Palestino e clima de velório no Kléber Andrade.

Na volta para o segundo tempo, o Flamengo parecia que tinha finalmente entrado no jogo. Mais contundente e buscando mais a finalização, o Rubro-Negro passou a pressionar os chilenos. Guerrero, aos 12, parou na defesa. Emerson Sheik, em seu primeiro toque na bola, chutou para boa defesa do arqueiro do Palestino. Mas aos 20, veio a oportunidade de ouro. Pará invadiu a área pela direita e foi derrubado por Valencia: Pênalti marcado. Na cobrança, Alan Patrick recolocou o Fla na partida.

Ainda em vantagem na partida, o Palestino seguia bem postado na defesa e com atuação segura para manter a classificação. Totalmente se jogando ao ataque, o Flamengo dava espaço para contra-ataques dos chilenos. Inseguros na defesa, Rafael Vaz e Juan se enrolavam nas saídas de bolas e quase entregavam a posse de graça para os adversários.

Depois de muito pressionar, o Flamengo começou a dar mostras de cansaço no fim da partida e o Palestino tentou aproveitar para encerrar a partida de vez. Em dois lances seguidos, Valencia carimbou a trave no primeiro e no segundo, Benegas chutou assustando demais Alex Muralha. Sem forças para atacar, o Rubro-Negro tentava o abafa, mas faltava fôlego para alguns jogadores no ataque.

O Dia

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe a atleta Rebeca Café e as integrantes do Cajá Volley de Cajazeiras

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 19.05.2017

MARIA CALADO NA TV

Banda cajazeirense estourada na Paraíba mostra autêntico forró no programa Maria Calado na TV e público aprova atração. VEJA VÍDEO!

INTERVIEW

Equipe de Mountain bike Team Race da cidade de Cajazeiras conta sua trajetória e incentiva a população a participar dessa modalidade. Confira!