header top bar

section content

Sejel divulga nota de repúdio contra o Atlético-PB por depredar vestiário

Secretaria de Juventude Esporte e Lazer do Governo da Paraíba lamenta o episódio.

Por Priscila Belmont

07/03/2017 às 09h14

Delegação do Atlético-PB precisou parar na Central de Polícia após o jogo (Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com/pb)

O incidente em que o Atlético-PB se envolveu neste domingo no Estádio Almeidão continua repercutindo negativamente. Na manhã desta segunda-feira, a Secretaria de Juventude, Esportes e Lazer do Governo da Paraíba publicou uma nota de repúdio contra a depredação do vestiário da praça esportiva, ocorrida após a derrota atleticana para o Botafogo-PB, por 2 a 1.

Na nota, a entidade reprova a atitude da delegação, acusada de quebrar lâmpadas e uma das pias do vestiário que foi destinado ao Atlético no Estádio Almeidão: “atitudes como esta são reprováveis, até porque trata-se de uma destruição ao patrimônio público”.

Após a derrota para o Botafogo-PB, o gerente da praça esportiva, Eginaldo Cordeiro, fez uma vistoria de rotina nos vestiários e constatou que o local que o Atlético ocupou estava depredado. Ele acionou a polícia e o caso foi parar na Central de Polícia de João Pessoa. Assim, antes de retornar à cidade sertaneja, o ônibus do clube precisou prestar depoimento. Na ocasião, um Boletim de Ocorrência foi registrado sobre o caso.

Ainda de acordo com Eginaldo Cordeiro, o prejuízo ficou em torno de R$ 600 a R$ 800. E, admitindo o problema, o presidente do Atlético de Cajazeiras, No entanto, o presidente do Trovão Azul, Arley Lira, pagou mil reais para cobrir os custos.

Confira a nota:

“A Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) repudia a atitude de alguns atletas do Atlético de Cajazeiras, que após a partida contra o Botafogo, que aconteceu neste domingo (5), no estádio Almeidão, danificaram objetos localizados no vestiário e ainda no corredor de acesso ao gramado. Atitudes como esta são reprováveis, até porque trata-se de uma destruição ao patrimônio público. Queremos parabenizar o trabalho do gerente operacional do estádio, Eginaldo Cordeiro, que chegou a ser agredido verbalmente por um atleta do time cajazeirense, pelas medidas tomadas visando não haver prejuízo para os bens pertencentes ao Estado”.

Globo Esporte PB

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula