header top bar

section content

veja mais Esportes

Após derrota, técnico de Jacaré aposta na próxima luta no UFC

Distak não crê que revés do brasileiro irá atrapalhar na busca pela chance de disputar cinturão dos médios, prevê próximo combate com Luke, e cita revanche com Whittaker

Por C. Campelo

19/04/2017 às 08h13

Ronaldo Jacaré durante treino com Josuel Distak, antes da luta em Kansas City (Foto: Getty Images)

A derrota de Ronaldo Jacaré para Robert Whittaker no último sábado, em Kansas City, não vai atrapalhar o caminho do brasileiro rumo ao cinturão do peso-médio (até 84kg) do UFC. Quem garante é seu treinador Josuel Distak, que aposta em mais dois combates antes que o lutador da X-Gym possa então realizar o sonho de entrar no octógono pelo título.

Diante da luta recente, o próximo adversário ainda é uma incógnita, mas Distak acredita que o caminho natural é enfrentar Luke Rockhold.

– Não volta (casas atrás no caminho pelo título) porque a gente tinha que lutar com o Luke. A próxima luta é Luke.

A gente tinha que lutar com o Luke, não lutamos (Rockhold se machucou antes de luta em novembro passado), mas não tem jeito, tem que lutar com ele, e tem que lutar com o Romero. Se cair a luta do GSP com o Bisping, com certeza é o Romero que vai, então seria o Luke (o próximo). E com o Mousasi, que pode lutar com o Jacaré de novo, e tem o Chris Weidman, então estamos cheios de lutadores. Têm muitas possibilidades. Antes do cinto vamos fazer mais duas lutas, já estava no nosso programa. Se a gente não perde, tinha que lutar com Luke ou com Romero (…). Jacaré vai ter um mês de descanso, depois disso vamos pensar no que fazer e com quem luta. O Jacaré agora tem oito lutas pela frente – explicou o treinador, citando a renovação de contrato do lutador pouco antes da luta de sábado.

Jacaré perdeu por nocaute técnico aos 3m28s do segundo round, diante de um Robert Whittaker que dominou toda a luta. O neozelandês evitou as tentativas de queda do brasileiro e imprimiu um ritmo em pé que só terminou com a interrupção do árbitro Mário Yamasaki.

– Ronaldo Jacaré não entrou na luta. Aquele era o dia do cara (Robert Whittaker). Com certeza todo mundo viu um Jacaré diferente, até ele mesmo se viu diferente. Mas acredito que na próxima luta ele vai voltar mais forte. Como diz aquele ditado, “posso cair, posso até me machucar, mas não vou ficar no chão”. Esse é o lema da X-Gym, esse é o lema do Jacaré. Vai se levantar e vamos dar a volta por cima. Aquela noite não foi a dele. Não tirando o mérito do lutador, parabéns para ele, moleque duro, vinha de seis vitórias consecutivas.

Em fevereiro, Ronaldo Jacaré venceu Tim Boetsch com uma finalização ainda no primeiro round. Distak lembra que todos apontavam o brasileiro no auge. Depois do tropeço, ele não entende algumas críticas.

– Até um mês atrás, quando lutou, falavam que ele estava um monstro, que era o melhor, e aí quando perde uma… Se for ver, em oito lutas do contrato, foi a primeira que ele perdeu, a outra foi uma com Romero que foi contestada. Então foi uma luta que perdemos, quando não foi o dia do Jacaré, foi o dia do jovem. Espero que deem outra oportunidade para nós lutarmos de novo com ele – afirmou, apontando também uma possível revanche com Whittaker.

Para o treinador, Jacaré acertou em aceitar uma luta que não fosse pelo cinturão. Além disso, garante que o lutador está pronto para novo compromisso em breve. Jacaré, que recebeu suspensão médica de 30 dias após a derrota, tem um cartel de 24 vitórias e cinco derrotas.

– O povo diz: “O Jacaré não era para lutar, era para esperar pelo cinturão”, mas a gente tem que estar lutando, o Jacaré é pai de família, não pode parar. Se marcar luta daqui a três meses, o Jacaré vai lutar de novo, está pronto para lutar. Agora, vamos levantar a cabeça e o passado vamos deixar para trás, e vamos zerar e começar tudo de novo – concluiu.

Sportv

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo destaca a rodada do Campeonato Paraibano; Confira!

PROGRAMA

Direto do Vale do Piancó, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

INTERVIEW

Promotor ‘manda’ município retirar mercadorias de calçadas, cita saúde como problema e lamenta: “O povo continua votando em corruptos”

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Com estádio superlotado, Atlético de Cajazeiras joga mal e é goleado pelo Botafogo de João Pessoa no primeiro jogo da semifinal