header top bar

section content

Federação Paraibana confia na força do Nordestão mesmo sem Sport e Náutico

Dirigente máximo do futebol da Paraíba, Amadeu Rodrigues alerta que ainda não é certeza o Leão e o Timbu saírem da Copa do Nordeste e diz que acreditar que o Santa Cruz venha a deixar a competição

Por Priscila Belmont

05/07/2017 às 09h36

Presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues acha que a Copa do Nordeste sobrevive sem Sport e Náutico (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)

divulgação do posicionamento de Sport e Náutico de deixarem a Liga Nordeste e, consequentemente, a Copa do Nordeste, por não acharem rentável participar da competição regional, trouxe à tona o debate se o Nordestão ainda teria prestígio no cenário nacional sem esses dois clubes. Interessado em projetar as equipes paraibanas no cenário nacional, o presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues, contou que não acredita que a manobra dos times pernambucanos venha a dar certo, já que, para ele, a criação e consolidação de outra liga não acontece de forma repentina.

Ao ser questionado se a possível saída do Sport faria a Copa do Nordeste perder, de certa forma, o destaque que conquistou ao longo dos anos, Amadeu foi enfático e respondeu que não. Vale lembrar que o Leão – ao lado do Bahia e do Vitória – é uma das equipes da competição regional que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro. Para o dirigente paraibano, a competição regional vai continuar com a mesma relevância em âmbito nacional, lançando jogadores para clubes maiores.

Eu acredito que não vai perder o prestígio. Acho que a Copa do Nordeste vai continuar sendo essa potência que é, tanto na visão regional, quanto nacional. Vai continuar projetando as equipes para mais pessoas e divulgando os jogadores – contou Amadeu.

Sobre a possível saída do também pernambucano Santa Cruz da Copa do Nordeste, Amadeu contou que não acredita na desistência do Tricolor. A equipe está entre os clubes que vão participar da fase preliminar da competição. A Cobra Coral estava no pote 1, junto com o Treze, Globo FC e CSA e, na última segunda-feira, ficou sabendo que vai disputar com o Itabaiana uma vaga no Nordestão de 2018.

O presidente da Federação Paraibana não coloca muita confiança na provável saída dos pernambucanos da competição e ressalta que vai ser difícil a criação de uma liga independente, longe dos cuidados da CBF.

– A saída deles na verdade ainda não está definida. Acredito que isso tudo será resolvido. Não dá para fazer uma outra liga assim do nada, sem o aval da CBF. A Liga Nordeste é responsável pela parte comercial. A outra parte importante da competição é gerida pela CBF e não tem como criar uma outra liga assim sem eles – disse.

A CBF ainda não se posicionou oficialmente sobre as prováveis saídas de Sport e Náutico da Liga Nordeste e como ficará a Copa do Nordeste caso se confirmem as desistências. Vale lembrar que o Náutico não está classificado para o Nordestão de 2018.

Globo Esporte PB

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview