header top bar

section content

veja mais Esportes

Sousa acaba com a banca do Treze e vence fácil jogando fora de casa

Mesmo jogando em Campina Grande, Dinossauro não tomou conhecimento do Galo e venceu o jogo

Por

03/02/2016 às 08h53

Sousa venceu o Treze pelo placar de 3 a 1 (foto: PB Esportes)

Era a estreia do Treze no Campeonato Paraibano. A volta de Marcelo Vilar ao Amigão, do projeto de reconquista da hegemonia do futebol paraibano… Tudo muito bom, se o convidado para toda essa festa não fosse o Sousa, em uma de suas melhores noites. Jogando com inteligência, o Dinossauro construiu uma vitória incontestável por 3 a 1 e deixou o seu torcedor com a convicção de que pode ir longe no estadual.

Os gols da vitória foram marcados por Danilo, Édson e Manú, enquanto Júnior Xuxa, cobrando pênalti, fez o de honra para o Treze.

Na próxima rodada, no sábado de carnaval, o Sousa vai receber o Botafogo-PB, que também venceu nesta terça-feira – fez 3 a 0 no Santa Cruz-PB. Já o Treze enfrenta o Auto Esporte, no Presidente Vargas, em duelo entre duas equipes que buscam a reabilitação, já que o Alvirrubro também perdeu na rodada, 3 a 0 para o CSP.

Partida equilibrada na primeira etapa
O jogo começou a mil por hora no Amigão. Com as duas equipes buscando o gol, não faltaram alternativas. No Treze, Tiago Furlan era o jogador mais perigoso, responsável por quase todas as jogadas ofensivas do time. Já o Sousa se apoiava num jogo mais coletivo, pendendo para a esquerda onde o ótimo lateral Camilo se destacava no apoio.

E foi na base do lá e cá que saíram os gols da primeira etapa. Quem abriu o placar foi o Sousa, aos 17 minutos. Após escanteio, Danilo pegou a sobra e chutou forte. A bola ainda desviou na zaga trezeana, enganando o goleiro Márcio Greyck.
Só que não deu nem para comemorar. Três minutos depois, a zaga do Sousa cometeu um pênalti bobo, ao colocar a mão na bola após cobrança de escanteio. Pênalti que o árbitro Renan Roberto marcou com convicção. Júnior Xuxa cobrou e deixou tudo igual.
A igualdade até ali era o resultado mais justo. Só que o Sousa continuou sendo um visitante indigesto. Tanto que só não marcou o segundo gol por causa de Márcio Greyck, que fez excelente defesa em outra investida. O Dinossauro teve mais presença ofensiva, mas a rede não balançou mais nos primeiros 45 minutos de partida no Amigão.

Dinossauro faz mais dois gols e mata o jogo
A segunda etapa começou do mesmo jeito que terminou a primeira: com o Sousa jogando no campo do adversário. A diferença dessa vez é que a bola entrou. Aos 11 minutos, o meia Édson fez um golaço, depois de passar pela marcação e soltar uma bomba no ângulo de Márcio Greyck.

Gol, aliás, que abalou o Treze. Um minuto depois, quase Leílson fazia mais um para os sertanejos.

Na base do abafa, o Galo equilibrou as ações e até teve chances de empatar. Só Lúcio Curió desperdiçou três oportunidades, sendo que a última delas parou em grande defesa de Ricardo.

A torcida trezeana já protestava nas arquibancadas quando o Sousa matou de vez a partida. Depois de cruzamento da esquerda, Manú subiu mais do que a defesa adversária e marcou o terceiro gol do Dinossauro.

A partir daí o Sousa segurou o placar e só viu a passividade do adversário em campo. O jogo terminou sob vaias da torcida – claro, pela apresentação do Treze. Porque na noite desta terça-feira, o time de Jorge Luís merecia ser reverenciado por qualquer torcedor que goste do bom futebol.

Globlo Esporte

MARIA CALADO NA TV

Banda estourada no Sertão da Paraíba é destaque no programa Maria Calado na TV; Músicos mostraram que fazem sucesso. CONFIRA VÍDEO!

PROGRAMA

Direto do Vale do Piancó, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

INTERVIEW

Promotor ‘manda’ município retirar mercadorias de calçadas, cita saúde como problema e lamenta: “O povo continua votando em corruptos”

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Com estádio superlotado, Atlético de Cajazeiras joga mal e é goleado pelo Botafogo de João Pessoa no primeiro jogo da semifinal