header top bar

section content

Além de Botafogo, Paraíba também se diz apto a participar do Paraibano 2016

Tiko Miudezas diz que o Tricolor Sertanejo também tem certidões negativas e, por isto, está apto a participar do estadual. Belo já entregou os documentos a FPF

Por

26/10/2015 às 07h45

Clubes discutem o Profut em reunião na Federação Paraibana de Futebol (FPF) (Foto: Divulgação/F

Além do Botafogo-PB, o Paraíba de Cajazeiras é outro clube que diz ter todas as certidões negativas necessárias para participar do Campeonato Paraibano de 2016. O presidente do time cajazeirense, Tiko Miudeza, afirmou que já entregou a Federação Paraibana de Futebol (FPF) os documentos necessários para adequação à Lei do Profut, faltando apenas a documentação relativa ao FGTS do atletas. 

Na última quarta-feira, a Federação fez uma reunião com os clubes para discutir o assunto.

– Eu não tenho muito que dizer. Acredito que tudo que for feito para o bem do futebol, a gente apoia. Nós já estamos tomando algumas providências, como a entrega das certidões na Federação, que estão todas em dia. Só o FGTS não está saindo o nome do Paraíba, por questões de recadastramento de dados. Mas vamos tentar solucionar o problema na Caixa Econômica, quando acabar a greve do bancos – afirmou o presidente do Paraíba.

A lei do Profut foi sancionada em agosto, pela presidente Dilma Rousseff, e pretende modernizar a a gestão do clubes brasileiros, bem como quer ajudar os clubes a quitarem suas dívidas com a União. A lei estabelece como pré-quesito para participar de qualquer competição oficial realizada no Brasil a apresentação de certidões negativas de débitos fiscais (CND) e de quitação de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Quem não tiver as certidões, pode aderir ao Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro e conseguir o parcelamento das suas dívidas. Caso os clubes não façam isso, podem ser punidos com a exclusão da competição, a qual estão participando. Na Paraíba, os dirigentes dos clubes têm até o dia 5 de novembro para aderirem ao programa.

Além do Paraíba de Cajazeiras, o Botafogo também parece se adequar as exigências do Profut. A diretoria do Belo já entregou as certidões negativas a FPF e o presidente Guilherme Novinho afirmou que não vai aderir ao programa de financiamento.

– Não vamos aderir ao financiamento do Profut. Não temos qualquer dívida com a União e temos as certidões negativas para provar isso. Estamos aptos a disputar qualquer competição estadual e nacional – disse Guilherme Novinho. 

GE

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan