header top bar

section content

Nova tecnologia permitirá carregar celulares em minutos – e “bateria” durará uma semana

Pesquisadores da Universidade da Flórida Central, nos Estados Unidos, desenvolveram um “supercapacitor” fino e flexível

Por Redação Diário

26/11/2016 às 10h38

(Imagem: UCF)

Os dias de carregar o telefone celular durante a noite e ficar sem bateria no meio da tarde estão prestes a acabar

Uma nova tecnologia – de “supercapacitores” – significa que telefones celulares e carros elétricos serão carregados em minutos, e sua “bateria” terá vários dias de duração.

Pesquisadores da Universidade da Flórida Central, nos Estados Unidos, desenvolveram um “supercapacitor” fino e flexível, que segundo eles será capaz de carregar um smartphone em apenas alguns segundos.

Os “supercapacitores” são criados a partir de camadas de materiais bidimensionais de alta tecnologia, posicionadas sobre arames minúsculos – criando um material capaz de armazenar uma grande quantidade de energia.

“Se as baterias fossem substituídas por estes supercapacitores, você poderia carregar seu telefone celular em alguns segundos, e não precisaria carregá-lo novamente durante uma semana,” disse o pesquisador Nitin Choudhary.

O autor principal do estudo, Yeonwoong ‘Eric’ Jung, disse: “Houve problemas na maneira pela qual as pessoas incorporaram estes materiais bidimensionais aos sistemas existentes – este tem sido um gargalo neste campo.”

“Nós desenvolvemos uma abordagem simples, baseada em uma síntese química, para que possamos integrar os materiais existentes e os materiais bidimensionais com facilidade.”

Rob Waugh

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula