header top bar

section content

Marido quer desligar aparelhos que mantêm mulher grávida viva

Sem consciência, ela está internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva)

Por

26/12/2013 às 10h35

O americano Erick Muñoz luta para realizar o desejo de sua mulher Marlise, 33 anos, de não depender de máquinas para viver. No entanto, como ela está grávida não pode ter a vida interrompida. Sem consciência, ela está internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital do Texas, nos Estados Unidos. As informações são do site Daily Mail.

Em novembro, Marlise desmaiou no chão da cozinha e foi atendida pelo marido, que é paramédico, mas não conseguiu ressuscitá-la e a levou ao hospital. Com poucos meses de gestação, ela foi diagnosticada com embolia pulmonar. Desde então, ela sobrevive por causa dos aparelhos para preservar a vida do feto.

Por se tratar de uma paciente grávida, há uma lei no Texas que não permite interromper o tratamento, o que deixa os médicos de mãos atadas. Sem poder cumprir a promessa feita à mulher, Muñoz diz não estar de acordo com esta lei.

Com 18 semanas de gestação, Marlise vai continuar ligada aos aparelhos até completar 24 ou 28 semanas, período considerado mais seguro para a realização de uma cesariana.

Segundo os médicos, o bebê está com o batimento cardíaco normal.

R7

Tags:
RELIGIÃO

VÍDEO: Padre da região de Patos fala sobre promessa de cura e restauração em missas: “Quem cura é Jesus”

NO ACÚSTICO DIÁRIO

VÍDEO: Músico que foi atingido por um tiro em São José de Piranhas se emociona ao relatar o fato

NESTE FIM DE SEMANA

VÍDEO: Comerciante africano traz a Cajazeiras feira popular de São Paulo que vende pela metade do preço

DIRETO AO PONTO

Nutricionista sousense fala sobre a hipertensão e ensina receita de sal de ervas