header top bar

section content

MP irá apurar denuncias contra prefeito pedófilo

Procuradora diz que denuncias serão apurada com rigor

Por

30/01/2009 às 21h00

Procuradora Janete Ismael soube do caso envolvendo o prefeito Jaci Severino, o conhecido “Galego de Sousa”, em Brasília no momento em que participava da reunião do Conselho Nacional dos Procuradores e promete providências

A chefe do Ministério Público do Estado, procuradora Janete Ismael, disse nesta sexta-feira, 30, que vai pedir rigor na apuração da denúncia de abuso sexual e corrupção de menores contra o prefeito de São Bento, Jaci Severino de Sousa. Ele está sendo acusado de manter relacionamento amoroso com uma criança de 11 anos de idade.

Por telefone, a procuradora Janete Ismael – que se encontra em Brasília participando de uma reunião do Conselho Nacional de Procuradores Gerais, afirmou que nesta segunda-feira, 2, adotará as providência que o caso requer, admitindo a possibilidade de designar um promotor, em caráter especial, para acompanhar a apuração dos fatos.

Janete foi informada da denúncia contra o prefeito Jaci de Sousa, mais conhecido por ‘Galego de Sousa’, através da promotora de Justiça Soraya Escorel, da Infância e da Juventude da Comarca de João Pessoa. “Vou me informar oficialmente sobre essa denúncia na próxima segunda-feira, depois de me reunir com a promotora Soraya”, afirmou.

A denúncia foi protocolada ao Disque Denúncia Nacional, mas está registrada na Curadoria da Infância e da Juventude de João Pessoa desde o último dia 22 de janeiro. Uma testemunha, cuja identidade está sendo preservada, disse que os pais da menor, Francisco da Costa Fernandes e Ângela Maria da Costa, encontravam envelopes de anticoncepcional dentro da mochila escolar da menor.

Na denúncia feita ao Ministério Público do Estado, a menor S.F.C teria sofrido abuso sexual por parte do prefeito de São Bento. Com receio de represália, a família tem medo de continuar com as denúncias, mas revela que toda a cidade está sabendo do crime de pedofilia do qual está sendo acusado o prefeito “Galego de Sousa”, que ameaça os familiares da menor abusada sexualmente.

Ainda na denúncia formulada ao MPE, a testemunha narra que o prefeito acusado ofereceu R$ 20 mil em dinheiro em troca do silêncio, além de emprego para os familiares da menor.

A promotora Soraya Escorel considera o caso gravíssimo e de grande repercussão. “Pela proporção, o Ministério Público irá adotar uma investigação bastante rigorosa”, previu ela. Como a denúncia foi feita pelo Disque 100, em nível nacional, além da formalização feita junto ao Ministério Público, “a apuração será séria”.

Da Redação com Paraiba.com

Tags:
"TRAÍRA"

EXCLUSIVO: Rosilene rompe o silêncio, se solidariza com portais, diz estar arrependida em apoiar Amadeu na FPF e pede desculpas aos clubes

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Em Continência ao Senhor Jesus recebe os adoradores por excelência da Igreja Luz da Vida; Veja!

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na Tv recebe Guilherme Costa e Pisada do Chefe de Joca Claudino – PB; Confira!

EX-REITOR DA UFCG

VÍDEO: Thompson Mariz quer Ricardo no Senado e confirma João Azevedo para governador: “Não tem plano B”