header top bar

section content

veja mais Paraíba

Em discurso, Senador Raimundo Lira parabeniza reitora da UFPB e deseja êxito a Margareth Diniz em nova missão

Em discurso proferido direto da Mesa da Casa, Raimundo Lira destacou que Margareth Diniz, empossada na tarde da última quinta-feira

Por Luzia de Sousa

19/11/2016 às 17h05 • atualizado em 19/11/2016 às 18h03

Senador Raimundo Lira no Plenário

Enquanto presidia a Sessão no Senado Federal esta semana, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) parabenizou a atual reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), professora Margareth Diniz, que foi reeleita para gerir a instituição pelo quadriênio 2016-2020.

Em discurso proferido direto da Mesa da Casa, Raimundo Lira destacou que Margareth Diniz, empossada na tarde da última quinta-feira (17), foi a primeira mulher na história a presidir a reitoria da UFPB e foi reeleita para gerir, pelos próximos quatro anos, a mais importante instituição de ensino superior da Paraíba.

O parlamentar fez questão de enaltecer o trabalho da reitora Margareth, que com excepcional capacidade optou por transformar a produção acadêmica da Universidade Federal da Paraíba em um instrumento efetivo do desenvolvimento do País, com avanços na ciência, na pesquisa e na tecnologia.

O senador destacou ainda que os projetos implementados na gestão de Margareth Diniz contribuíram para o crescimento da instituição. Lira desejou êxito à reitora na nova missão, que, segundo ele, será marcada por grandes feitos e realizações.

Assessoria de Imprensa

INTERVIEW

Promotor ‘manda’ município retirar mercadorias de calçadas, cita saúde como problema e lamenta: “O povo continua votando em corruptos”

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Com estádio superlotado, Atlético de Cajazeiras joga mal e é goleado pelo Botafogo de João Pessoa no primeiro jogo da semifinal

TROVEJOU EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Com novo treinador, Atlético vence Inter, volta ao G4 e vai para última rodada decidir vaga com time de Campina

FERVENDO

Oposicionista de Sousa aponta erros de André que o fizeram freguês de Tyrone, cobra redução da taxa, revela seu pecado e dispara: “Palhaçada”