header top bar

section content

Paraíba registra 1.284 assassinatos em 2017 e reduz taxa de CVLI

Em João Pessoa, número de homicídios caiu 14,8%. Em Campina Grande, houve aumento de 15%.

Por Luzia de Sousa

09/01/2018 às 15h43

Homicídios registrados na Paraíba em 2017 (Foto: André Resende/G1)

Mais de 1,2 mil pessoas foram assassinadas na Paraíba em 2017. Os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds) nesta terça-feira (9) apontam uma redução de 2,87% no comparativo aos 1.322 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) registrados em 2016.

Em João Pessoa, o número de homicídios diminuiu de 350 para 298 mortes, em um ano. A redução é de 14,8%. Em Campina Grande, houve aumento de 133 CVLI para 153, entre 2016 e 2017. A alta é de 15%, segundo os dados da secretaria.

De acordo com o secretário de segurança Cláudio Lima, a redução se deve à implementação do programa Paraíba Unida Pela Paz. “Buscou-se fazer um diagnóstico nos últimos anos e criar-se uma base. A primeira base foi a lei que criou a base territorial e a base de responsabilidade pessoal para o programa chamado Paraíba Unida Pela Paz”, explicou.

Sobre os crimes em outros estados no Nordeste e no restante do país, o governador Ricardo Coutinho destacou que “se não falarmos em uma política nacional de segurança, os estados vão continuar a enxugar gelo. É preciso que o governo federal chame a responsabilidade, porque o que vemos é que o crime migra”.

G1

CALDEIRÃO POLÍTICO

Radialista comenta a polêmica união do Prefeito de São João do Rio do Peixe com Ricardo Coutinho. VEJA

CASOS QUASE PERDIDOS

VÍDEO: Médico cajazeirense relata ‘milagres’ na sala de cirurgia que ‘resgataram’ pacientes da morte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

A divindade de Cristo e do Espirito Santo é bíblica? Programa Evangélico tira dúvidas em relação ao tema

EX-POLICIAL MILITAR

VÍDEO: Antes de virar pastor, ex-policial diz que matava pessoas porque resolveu “tomar o lugar de Deus”