header top bar

section content

Raimundo Lira e Rômulo Gouveia vão à direção do Banco do Brasil solicitar o não fechamento de agências na Paraíba

Os dois parlamentares fizeram uma explanação sobre a importância das agências para as três cidades e para o estado, como um todo.

Por

21/01/2016 às 08h11

Raimundo Lira, Senador da Paraíba. Confira!

O Senador Raimundo Lira (PMDB-PB) e o Deputado Federal Rômulo Gouveia (PSD-PB) estiveram na tarde desta quarta-feira (20) em reunião com diretores do Banco do Brasil, em Brasília. Eles foram solicitar à direção da instituição o não fechamento de três pontos de atendimento, nas cidades de Cabaceiras, Mogeiro e Serraria, conforme o próprio Banco do Brasil havia anunciado na semana passada.
 
Na reunião, Raimundo Lira também estava representando o senador José Maranhão (PMDB-PB), que não pôde comparecer. Lira e Rômulo Gouveia foram recebidos pelos vice-presidentes Paulo Roberto Ricci e Geraldo Dezena (este último, inclusive, já foi superintendente do BB na Paraíba); e pelo diretor José Carlos Reis.
 
Os dois parlamentares fizeram uma explanação sobre a importância das agências para as três cidades e para o estado, como um todo. “O problema é pequeno para o Banco do Brasil, mas imenso para os municípios de Cabeceiras Mogeiro e Serraria”, disse Raimundo Lira, durante o encontro.
 
Eles solicitaram que o Banco do Brasil repensasse a decisão de fechar as agências, considerando a necessidade da permanência dos postos nas três cidades, onde são atendidas, em média, cerca de 20 mil pessoas; e, também, a importância da presença da instituição nas localidades, pois elas contribuem para o fortalecimento da economia no interior do estado.
 
O prefeito da cidade de Cabaceiras, Luiz Aires Cavalcante (PSB), também acompanhou os dois parlamentares paraibanos na reunião. Ao final do encontro, Raimundo Lira e Rômulo Gouveia receberam a garantia de que a instituição vai estudar o caso com atenção e que, de imediato, o Ponto de Atendimento de Cabaceiras não será fechado no próximo dia 25 de janeiro, como a instituição havia anunciado anteriormente.
 
Eles também receberam a garantia de que o assunto seria tratado em uma reunião do Conselho do Banco do Brasil, realizada logo após o enceramento do encontro com os dois parlamentares, oportunidade em que o conselho iria discutir a proposta de elastecimento do prazo de fechamento das agências em mais 90 dias, para que seja realizado um estudo de viabilidade, o que poderá culminar na decisão de não mais desativar os pontos de atendimento.
 
Ao final do encontro, os dois parlamentares receberam a garantia de que, em um prazo de 3 dais, receberiam uma posição do banco em relação às solicitações. Eles saíram satisfeitos com a receptividade que a direção do Banco do Brasil teve com o pedido e confirmaram que irão estar permanentemente atentos, acompanhando as decisões futuras, para garantir que as agências não sejam fechadas.
 
Assessoria de Imprensa

NO CALDEIRÃO POLÍTICO NA TV

Advogado fala da profissão, discute política e diz que Luciano Cartaxo é favorito nas eleições de 2018

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida

SAÚDE MENTAL

VÍDEO: “Psicologia no Ar” reestreia na TV debatendo as dúvidas e estereótipos que os psicólogos carregam

ENTREVISTA

VÍDEO: Com demonstrações ao vivo, fisioterapeuta cajazeirense explica como funciona a Quiropraxia