header top bar

section content

“Caravana do Coração”; atende crianças e gestantes em Cajazeiras e Sousa

A caravana contará com 30 profissionais de saúde, entre médicos, psicólogo, nutricionista e assistente social, enfermeiras, arte terapeutas

Por

22/07/2013 às 12h43

Caravana do Coração atende crianças e gestantes

A Secretaria de Estado da Saúde e a ONG pernambucana Círculo do Coração estão realizando a Caravana do Coração em oito municípios paraibanos. O objetivo é realizar consultas e exames em crianças de zero a 12 anos, priorizando as que apresentam cardiopatia, febre reumática, sopro, cianose, taquicardia e desmaio, e em gestantes a partir de 28 semanas, que apresentem sintomas de diabetes clínica, cardiopatia, ultrassonografia com suspeita, outro filho com cardiopatia ou má formação fetal.

No domingo (21), a caravana esteve em Cajazeiras; no dia 22, em Sousa; dia 23, em Itaporanga; dia 24, em Patos; em Monteiro, no dia 25; no dia 26, em Esperança; no dia 27, Picuí e dia 28, em Guarabira.

Os pacientes devem ser cadastrados pelos municípios no site www.rcp.circulodocoracao.org ou diretamente nos locais escolhidos para isso: nas Gerências Regionais de Saúde de Cajazeiras, Sousa, Patos, Monteiro e Guarabira; no Hospital Distrital de Itaporanga; no Hospital Municipal Dr. Manoel Cabral, em Esperança, e na Secretaria Municipal de Picuí.

“Nós temos um trabalho muito importante na Paraíba que é a rede de cardiologia pediátrica, formada a partir do Círculo do Coração. Ela faz o diagnóstico precoce de cardiopatias em crianças recém-nascidas. E ao longo de um ano e meio desse projeto, identificamos muitas crianças com cardiopatia. Agora vamos estender esse diagnóstico para além dos recém-nascidos e também nas gestantes”, explicou a secretária executiva da Saúde, Cláudia Veras.

A secretária lembrou que esta ação inédita na Paraíba só está sendo possível graças a parceria que o Governo do Estado fez com a ONG pernambucana Círculo do Coração, no dia 17 de outubro de 2011, com investimentos de mais de R$ 3 milhões visando, além da assistência clínico cirúrgica, qualificar os recursos humanos no Estado, quanto ao atendimento em cardiologia pediátrica, com educação continuada, desenvolvimento de pesquisa e produção científica.

O trabalho foi premiado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, que outorgou o prêmio Nicola Albano a dois integrantes da equipe da Rede de Cardiologia Pediátrica Pernambuco-Paraíba (RCP). A premiação ocorreu durante a realização do Congresso Brasileiro de Perinatologia 2012, entre os dias 14 a 17 de novembro, em Curitiba. Foi a primeira vez que o prêmio foi concedido a uma equipe fora do eixo Sul/Sudeste.

Com o convênio foi possível a criação da Rede de Cardiologia Pediátrica Pernambuco-Paraíba para estruturar uma rede de assistência para diagnóstico precoce, tratamento adequado e formação de recursos humanos. Além do HU da Capital, a rede é formada por 12 maternidades estruturadas para realizar o diagnóstico da cardiopatia e tem três serviços de referência: Cândida Vargas, em João Pessoa; o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande, e o Hospital Peregrino de Carvalho, em Patos.

A caravana contará com 30 profissionais de saúde, entre médicos cardiologistas clínicos e para o diagnóstico por imagem, psicólogo, nutricionista e assistente social, enfermeiras, arte terapeutas e técnicos de informática.

Para a cardiologista pediátrica Thamine Hatem, da ONG Círculo do Coração, que coordena a U.T.I. do pós-operatório do Hospital Infantil Arlinda Marques, em João Pessoa, a caravana será essencial. “Este trabalho do Círculo do Coração é muito bonito e apaixonante. Em todos os congressos onde o apresentamos, ele ganha a aprovação da comunidade científica. Mas é de extrema importância que a sociedade também tome conhecimento. Por isso, essa caravana acontece em boa hora”.

A assistente social do Arlinda Marques, Maria José de Souza, também vai estar na caravana. “Será uma experiência nova, onde a equipe vai até o paciente e, dessa forma, alivia o sofrimento dele e da família que, quando são obrigados a vir pra Capital, além da doença, ainda enfrentam muitos problemas financeiros por conta do deslocamento”, disse.

Círculo do Coração – Na Capital, estão interligadas à rede as maternidades Frei Damião, Arlinda Marques e Hospital da Polícia Militar General Edson Ramalho. Na região de Campina Grande, estão ligadas as maternidades das cidades de Esperança, Monteiro e Picuí. E na área de Patos, estão interligadas as maternidades dos municípios de Itaporanga, Sousa e Cajazeiras.

Os médicos que participam da Rede de Cardiologia da Paraíba realizam uma triagem por meio do exame de oximetria em todos os recém-nascidos, em até 24 horas após o nascimento. Trata-se de um exame que mede a saturação de oxigênio no sangue. Nos casos em que é detectada alguma anormalidade, os bebês são encaminhados para realizar exames mais aprofundados, como o ecofuncional.

Assista ao vídeo abaixo!

​DIÁRIO DO SERTÃO com informações da Secom/PB

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan