header top bar

section content

“Caravana do Coração”; atende crianças e gestantes em Cajazeiras e Sousa

A caravana contará com 30 profissionais de saúde, entre médicos, psicólogo, nutricionista e assistente social, enfermeiras, arte terapeutas

Por

22/07/2013 às 12h43

Caravana do Coração atende crianças e gestantes

A Secretaria de Estado da Saúde e a ONG pernambucana Círculo do Coração estão realizando a Caravana do Coração em oito municípios paraibanos. O objetivo é realizar consultas e exames em crianças de zero a 12 anos, priorizando as que apresentam cardiopatia, febre reumática, sopro, cianose, taquicardia e desmaio, e em gestantes a partir de 28 semanas, que apresentem sintomas de diabetes clínica, cardiopatia, ultrassonografia com suspeita, outro filho com cardiopatia ou má formação fetal.

No domingo (21), a caravana esteve em Cajazeiras; no dia 22, em Sousa; dia 23, em Itaporanga; dia 24, em Patos; em Monteiro, no dia 25; no dia 26, em Esperança; no dia 27, Picuí e dia 28, em Guarabira.

Os pacientes devem ser cadastrados pelos municípios no site www.rcp.circulodocoracao.org ou diretamente nos locais escolhidos para isso: nas Gerências Regionais de Saúde de Cajazeiras, Sousa, Patos, Monteiro e Guarabira; no Hospital Distrital de Itaporanga; no Hospital Municipal Dr. Manoel Cabral, em Esperança, e na Secretaria Municipal de Picuí.

“Nós temos um trabalho muito importante na Paraíba que é a rede de cardiologia pediátrica, formada a partir do Círculo do Coração. Ela faz o diagnóstico precoce de cardiopatias em crianças recém-nascidas. E ao longo de um ano e meio desse projeto, identificamos muitas crianças com cardiopatia. Agora vamos estender esse diagnóstico para além dos recém-nascidos e também nas gestantes”, explicou a secretária executiva da Saúde, Cláudia Veras.

A secretária lembrou que esta ação inédita na Paraíba só está sendo possível graças a parceria que o Governo do Estado fez com a ONG pernambucana Círculo do Coração, no dia 17 de outubro de 2011, com investimentos de mais de R$ 3 milhões visando, além da assistência clínico cirúrgica, qualificar os recursos humanos no Estado, quanto ao atendimento em cardiologia pediátrica, com educação continuada, desenvolvimento de pesquisa e produção científica.

O trabalho foi premiado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, que outorgou o prêmio Nicola Albano a dois integrantes da equipe da Rede de Cardiologia Pediátrica Pernambuco-Paraíba (RCP). A premiação ocorreu durante a realização do Congresso Brasileiro de Perinatologia 2012, entre os dias 14 a 17 de novembro, em Curitiba. Foi a primeira vez que o prêmio foi concedido a uma equipe fora do eixo Sul/Sudeste.

Com o convênio foi possível a criação da Rede de Cardiologia Pediátrica Pernambuco-Paraíba para estruturar uma rede de assistência para diagnóstico precoce, tratamento adequado e formação de recursos humanos. Além do HU da Capital, a rede é formada por 12 maternidades estruturadas para realizar o diagnóstico da cardiopatia e tem três serviços de referência: Cândida Vargas, em João Pessoa; o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande, e o Hospital Peregrino de Carvalho, em Patos.

A caravana contará com 30 profissionais de saúde, entre médicos cardiologistas clínicos e para o diagnóstico por imagem, psicólogo, nutricionista e assistente social, enfermeiras, arte terapeutas e técnicos de informática.

Para a cardiologista pediátrica Thamine Hatem, da ONG Círculo do Coração, que coordena a U.T.I. do pós-operatório do Hospital Infantil Arlinda Marques, em João Pessoa, a caravana será essencial. “Este trabalho do Círculo do Coração é muito bonito e apaixonante. Em todos os congressos onde o apresentamos, ele ganha a aprovação da comunidade científica. Mas é de extrema importância que a sociedade também tome conhecimento. Por isso, essa caravana acontece em boa hora”.

A assistente social do Arlinda Marques, Maria José de Souza, também vai estar na caravana. “Será uma experiência nova, onde a equipe vai até o paciente e, dessa forma, alivia o sofrimento dele e da família que, quando são obrigados a vir pra Capital, além da doença, ainda enfrentam muitos problemas financeiros por conta do deslocamento”, disse.

Círculo do Coração – Na Capital, estão interligadas à rede as maternidades Frei Damião, Arlinda Marques e Hospital da Polícia Militar General Edson Ramalho. Na região de Campina Grande, estão ligadas as maternidades das cidades de Esperança, Monteiro e Picuí. E na área de Patos, estão interligadas as maternidades dos municípios de Itaporanga, Sousa e Cajazeiras.

Os médicos que participam da Rede de Cardiologia da Paraíba realizam uma triagem por meio do exame de oximetria em todos os recém-nascidos, em até 24 horas após o nascimento. Trata-se de um exame que mede a saturação de oxigênio no sangue. Nos casos em que é detectada alguma anormalidade, os bebês são encaminhados para realizar exames mais aprofundados, como o ecofuncional.

Assista ao vídeo abaixo!

​DIÁRIO DO SERTÃO com informações da Secom/PB

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!