header top bar

section content

Deputados repudiam declaração de secretária do Governo

A proposta foi apresentada pelo 3º vice-presidente da ALPB, João Henrique (Democratas)

Por

11/12/2013 às 16h23

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou à unanimidade voto de repúdio à secretária de Estado da Comunicação Institucional, Estelizabel Bezerra, durante a sessão ordinária desta quarta-feira (11). A proposta foi apresentada pelo 3º vice-presidente da ALPB, João Henrique (Democratas), que presidia os trabalhos da Mesa Diretora, e subscrita por todos os parlamentares da Casa de Epitácio Pessoa.

O motivo do voto de repúdio foi declaração negativa proferida pela secretária Estelizabel Bezerra contra a ALPB e os seus parlamentares, publicada por colunista, em jornal de grande circulação, nesta quarta-feira. “Também fica o apelo ao governador para que tome providência urgente no sentido de demitir esta secretária, que agrediu esta Assembleia. Sou da base e apoio o governo, mas não sou ‘capacho’ e não tenho estômago para aguentar essas agressões indevidas, injustas e irresponsáveis”, disse o propositor do voto, João Henrique.

Os deputados Toinho do Sopão (PEN), Jutay Menezes (PRB) e Janduhy Carneiro (PTN) pediram aparte e se pronunciaram favorável ao voto de repúdio. “Estamos cansados de ouvir este tipo de declarações de determinados secretários, aonde diminuem a qualidade do trabalho dos deputados. Temos feito o nosso trabalho, recebendo elogio a nível nacional e não podemos admitir isso”, disse o parlamentar do PEN.

“Essa casa já foi agredida várias vezes por vários secretários. Já fomos chamados de camaleões, de jumentos, entre outros, e acho que a secretária Estelizabel deveria buscar os meios de comunicação para se desculpar e se retratar perante esta casa, porque não só nós deputados fomos agredidos, mas também o povo da Paraíba. Fica aqui também o meu repúdio”, disse Jutay.

“É bom deixar de uma vez por todas que o que incomoda os secretários é a independência desta casa. O presidente Ricardo Marcelo não é submisso ao governo e administra esta casa com independência e o governo não aceita isso. Consequentemente, vêm as hostilidades, que não são de agora, por parte de secretários de Estado que denigrem a imagem da Assembleia e o governador nada o faz. É lamentável”, disse.
O 2º vice-presidente da ALPB, Trócolli Júnior (PMDB), foi o primeiro parlamentar a se pronunciar, na tribuna, contra a declaração de Estelizabel.

Segundo ele, os deputados foram vítimas pela quinta vez de “agressão gratuita” proferida por secretários de Estado. “Isso é ocasionado porque esta Assembleia é independente e deixou nos últimos anos de ser uma secretaria de Governo. “Ela [Estelizabel] deveria ter vergonha do governo que ela serve e eu pergunto qual foi o serviço prestado pela doutora Estelizabel a Paraíba? É o quinto secretário que agride gratuitamente esta Assembleia. Eu quero lamentar mais uma declaração gratuita”, disse.
 
Presidente da ALPB lamentou a declaração
Em entrevista a imprensa, o presidente da ALPB, deputado Ricardo Marcelo (PEN), lamentou a declaração proferida pela secretária Estelizabel Bezerra e pediu respeito ao Poder Legislativo. “Acho lamentável essa guerra desnecessária entre poderes, causada por parte de pessoas despreparadas que compõem o governo. Não é o momento oportuno para se acirrar os ânimos, porque temos tantas coisas na Paraíba ainda necessitando de ações urgentes. Pelo menos, de minha parte, não tenho o menor tempo a perder em discutir essas picuinhas que não levam a nada”, disse.

Ricardo Marcelo ainda afirmou que a declaração seria motivada pela postura de independência assumida pelo Poder Legislativo. “É um poder independente, que está em franco crescimento e isso talvez sufoque as pessoas. Não vou me ater a esse tipo de pronunciamento. A Assembleia merece respeito”, ponderou.
 
Erro ao generalizar os deputados
O líder da bancada de governo, Hervázio Bezerra (PSB), não se absteve e nem votou contrário ao voto de repúdio. No entanto, em contato com a imprensa, ele afirmou que vai conversar com Estelizabel Bezerra antes de apresentar juízo de valor, mas já adiantou que a secretária errou ao generalizar os parlamentares da ALPB em sua crítica.

“O momento não foi oportuno [para a declaração] e é ruim quando você generaliza, porque em todo o segmento tem os bons e os maus e, no momento em que há uma declaração desse tipo, é bom que ela avalie quem são os bons e os ruins. Não conversei com a secretária e acho que qualquer julgamento antes de ouvi-la é precipitado”, comentou.

Assessoria

Tags:
CASOS QUASE PERDIDOS

VÍDEO: Médico cajazeirense relata ‘milagres’ na sala de cirurgia que ‘resgataram’ pacientes da morte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

A divindade de Cristo e do Espirito Santo é bíblica? Programa Evangélico tira dúvidas em relação ao tema

EX-POLICIAL MILITAR

VÍDEO: Antes de virar pastor, ex-policial diz que matava pessoas porque resolveu “tomar o lugar de Deus”

CRISE EMOCIONAL

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar debate sobre ansiedade e depressão em estudantes universitários