header top bar

section content

Paraibana de 18 anos é assassinada pelo ex-namorado no Rio de Janeiro

A jovem Bianca Estevam, de 18 anos, natural da cidade de Santa Rita na Paraíba, morreu após ser asfixiada com um fio de telefone

Por Luzia de Sousa

22/07/2016 às 11h36

A morte da jovem Bianca Silva Estevam, 18 anos, que morreu asfixiada por um fio de telefone pelo namorado, já era uma tragédia anunciada, de acordo com o padrasto da vítima Adriano de Lima Domingos, 37. Ele relatou que o namorado da enteada, Douglas Fernandes, “é um cara frio e calculista”.

“O comportamento dele já dizia isso. Ele não falava nada e só ficava pelos cantos observando. Tudo que ele fez foi premeditado. Eu sabia que isso ia acontecer. Já tinha alertado a minha mulher. Não pude impedir porque eu não morava na mesma casa”.

De acordo com Adriano, ele saiu da casa em que morava com a mãe da vítima, Ana Maria Silva do Nascimento, 43 anos, justamente por ter se desentendido com Bianca por conta do namorado. “Ele aproveitou que não tinha ninguém em casa e foi lá falar com ela na tentativa de dar um último beijo, ou reatar o namoro. Aí aproveitou para matá-la”, contou o motorista.

A mudança de comportamento da vítima foi nítida, ainda segundo o padrasto. Bianca não falava mais com ele e nem com sua mãe. No Natal de 2014, a jovem havia sido agredida por Douglas com um soco. Eles namoravam há pouco mais de um ano. “Quando a Bianca começou a namorar com ele, ela parou de falar comigo e com a mãe. Ela era uma menina muito estudiosa, queria fazer faculdade de nutrição e que iria viajar para a Itália e levar a mãe para passear”.

A vítima havia contado para o padrasto que conheceu Douglas no curso de inglês. “Ela conheceu esse lixo em Bonsucesso”. A gente não sabia nada da vida dele, só que ele morava em Inhaúma”.

A mãe de Bianca foi a primeira a ver o corpo quando entrou no quarto da filha. Ela contou que teve dificuldade de entrar no local, pois um móvel atrapalhava a entrada no quarto. Douglas, após cometer o crime, tentou se matar com chumbinho. Ele foi encontrado agonizando no quarto da mãe da vítima.

A mãe em estado de choque não quis falar com a imprensa e também não foi tratar da liberação do corpo. Outros familiares estão resolvendo essa questão. O horário e o local do enterro ainda não foi confirmado.

Douglas e Bianca terminaram o relacionamento há cerca de três meses, segundo a polícia, esta é a principal linha de investigação do crime, que aconteceu no fim da tarde desta quarta-feira. Bianca estava sozinha no momento em que foi morta e o suspeito teria planejado a ação.

Segundo a Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital), Douglas Fernandes de Oliveira foi preso pelo crime de feminicídio. Segundo a DH, uma perícia minuciosa foi realizada no local.

Douglas foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, onde passou por lavagem estomacal e permanece internado sob custódia. Segundo a unidade, ele não corre risco de morrer.

Nas redes sociais, amigos de Bianca lamentaram a sua trágica morte. “Meu Deus. Onde vamos parar com tanta violência? #QDeusHaTenha”, disse uma amiga. “Que deus ilumine a sua chegada ao céu e que ilumine não só o coração de sua família, como a de todos que sempre irão te amar. Meus sinceros sentimentos a todo”, escreveu outro amigo.

O perfil de Douglas no Facebook foi alvo de pessoas revoltadas com o crime. “Vai pagar tudo!!! A justiça de Deus nunca falha!! Assassinoooooooo”, escreveu uma usuária em uma foto do acusado.

O Dia

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

ENTREVISTA

VÍDEO: Artista sousense que impressionou o público com suas pinturas fala sobre sua obra e trajetória