header top bar

section content

Após chacinas, ministério da Justiça teme rebeliões em outros presídios; Ceará está entre eles

Relatos apontam para futuros conflitos entre os detentos nos três estados

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

07/01/2017 às 20h01 • atualizado em 08/01/2017 às 00h08

Ministro teme por novas rebeliões (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasi)

O foco da preocupação do Ministério de Justiça, comandado por Alexandre de Moraes, estão as potenciais rebeliões no Acre, Maranhão e Ceará.

Segundo a revista Época, há relatos de possíveis conflitos nestes estados, o que é alarmante após os em massacres ocorridos no Amazonas e em Roraima.

As rebeliões

Em Manaus, a rebelião ocorrida no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), deixou 56 mortos. O episódio foi considerado pelo secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, como o “maior massacre do sistema prisional” do Estado. Outros 4 detetos foram mortos na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), também na capital amazonense.

Em Roraima, pelo menos 31 detentos foram encontrados mortos na última sexta-feira (6) na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, na zona rural de Boa Vista. Segundo informações do Estado, as mortes são uma reação da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) a Família do Norte, pelos acontecimentos em Manaus no início da semana.

Notícias ao Minuto

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Mensagem de Esperança com Rodrigo Almeida e Nelson Dantas

ENTRETENIMENTO

ASSISTA: Forró das Gatas de Aurora no Ceará agita programa de Maria Calado e bate recorde de audiência

EFEITO IMEDIATO

VÍDEO: Após protesto nas ruas, chefe da PM anuncia ações para combater o crime em São João do Rio do Peixe

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!