header top bar

section content

Após chacinas, ministério da Justiça teme rebeliões em outros presídios; Ceará está entre eles

Relatos apontam para futuros conflitos entre os detentos nos três estados

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

07/01/2017 às 20h01 • atualizado em 08/01/2017 às 00h08

Ministro teme por novas rebeliões (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasi)

O foco da preocupação do Ministério de Justiça, comandado por Alexandre de Moraes, estão as potenciais rebeliões no Acre, Maranhão e Ceará.

Segundo a revista Época, há relatos de possíveis conflitos nestes estados, o que é alarmante após os em massacres ocorridos no Amazonas e em Roraima.

As rebeliões

Em Manaus, a rebelião ocorrida no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), deixou 56 mortos. O episódio foi considerado pelo secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, como o “maior massacre do sistema prisional” do Estado. Outros 4 detetos foram mortos na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), também na capital amazonense.

Em Roraima, pelo menos 31 detentos foram encontrados mortos na última sexta-feira (6) na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, na zona rural de Boa Vista. Segundo informações do Estado, as mortes são uma reação da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) a Família do Norte, pelos acontecimentos em Manaus no início da semana.

Notícias ao Minuto

CASOS QUASE PERDIDOS

VÍDEO: Médico cajazeirense relata ‘milagres’ na sala de cirurgia que ‘resgataram’ pacientes da morte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

A divindade de Cristo e do Espirito Santo é bíblica? Programa Evangélico tira dúvidas em relação ao tema

EX-POLICIAL MILITAR

VÍDEO: Antes de virar pastor, ex-policial diz que matava pessoas porque resolveu “tomar o lugar de Deus”

CRISE EMOCIONAL

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar debate sobre ansiedade e depressão em estudantes universitários