header top bar

section content

Agricultor é morto com três tiros em sua própria residencia na zona rural de Cajazeiras; este foi o segundo crime em menos de 24 horas

Equipes do SAMU e Polícia Militar foram acionadas e estiveram no local, isolando a área até a chegada da perícia.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

02/04/2017 às 10h29

Agricultor foi morto a tiros na zona rural de Cajazeiras (Foto: Angelo Lima)

Na noite deste sábado (01), mais um homem foi assassinado na região de Cajazeiras, sertão da Paraíba.

Segundo informações da Polícia Militar, dois homens armados, chegaram a residencia da vítima na comunidade Santo Antônio  zona rural de Cajazeiras, ficaram de tocaia até que o mesmo saísse,  e desferiram três tiros no agricultor Marlon da Silva Gonçalves de 40 anos.

Após o delito, os acusados foragiram do local sem deixar pistas. Devido a gravidade dos ferimentos, o agricultor morreu na hora.

Equipes do SAMU e Polícia Militar foram acionadas e estiveram no local, isolando a área até a chegada da perícia.

Agricultor foi morto a tiros na zona rural de Cajazeiras (Foto: Angelo Lima)

O corpo do senhor Marlon da Silva foi encaminhado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Patos, para serem realizados os exames cadavéricos.

Este foi o segundo homicídio ocorrido na cidade de Cajazeiras em apenas um dia.

+ LAMENTÁVEL: Homem é assassinado com golpe de faca no abdômen em cidade na região de Cajazeiras. Confira as imagens aqui!

A PM está realizando diligencias com o intuito de prender os autores do crime, mas até o momento, ninguém foi preso.

DIÁRIO DO SERTÃO

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula