header top bar

section content

Mulher é encontrada desacordada após ser agredida com pedradas às margens da BR 230 na região de Sousa; um menor ficou ferido

A mulher e outras pessoas estavam na beira da pista pedindo carona quando começou uma discussão que logo evoluiu para agressão física e briga generalizada

Por Jocivan Pinheiro

16/04/2017 às 15h01 • atualizado em 16/04/2017 às 15h08

Mulher ficou desacordada após agressão; menor também foi ferido

De acordo com informações da Polícia Militar, uma mulher foi espancada, apedrejada e ficou desacordada às margens da rodovia BR 230, na cidade de Marizópolis, na noite deste sábado (15) após um encontro de paredões de som do qual vítima e acusado haviam participado.

A polícia foi acionada para comparecer às imediações de uma casa de shows que fica às margens da BR 230, onde uma mulher se encontrava caída ao chão desacordada. No local, Maria Aparecida Gonçalves, que reside no Mutirão, em Marizópolis, apresentava marcas de espancamento.

VEJA TAMBÉM: Jovem comete tentativa de homicídio, escapa da polícia, mas horas depois acaba detido após apedrejar uma residência em Cajazeiras

A mulher e outras pessoas estavam na beira da pista pedindo carona quando começou uma discussão entre ela e um homem identificado como Joaquim Herculano Neto da Silva, de 29 anos. Logo a troca de insultos evoluiu para agressão física e briga generalizada.

Segundo testemunhas, o acusado espancou a mulher a pedradas. Ela caiu desacordada e teve que ser socorrida pelo SAMU ao Hospital Regional de Sousa. Um menor que estava no grupo também ficou ferido. O acusado terminou preso e encaminhado à delegacia de Sousa para as medidas necessárias.

DIÁRIO DO SERTÃO

PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa