header top bar

section content

‘O pai já esperava’, diz delegado sobre homicídio de jovem no Sertão da Paraíba

Polícia Civil suspeita que morte de jovem de 23 anos tenha relação com tráfico de drogas.

Por Luzia de Sousa

28/12/2017 às 15h59

O jovem foi morto a tiros em São Bento (Foto: Catolé News)

Um homem de 23 anos foi encontrado morto em um terreno na cidade de São Bento, no Sertão paraibano. O crime ocorreu na noite desta quarta-feira (27). Segundo a Polícia Civil, a família da vítima informou que já esperava que isso pudesse ocorrer. Na investigação policial, a suspeita é de que o crime tenha relação com o tráfico de drogas.

+ Jovem de 23 anos que vendia redes é morto a tiros na cidade de São Bento

De acordo com as informações do delegado de Polícia Civil, na cidade de São Bento, Homero Perazo, o corpo foi encontrado por volta das 20h, no bairro São Bentinho. A vítima foi atingida por cinco tiros.

Segundo a investigação da Polícia Civil, o crime foi praticado por dois homens que estavam em uma moto. “Nós já temos algumas suspeitas sobre os autores, mas não podemos relevar mais detalhes, pois isso pode atrapalhar a investigação. Mas, sobre o motivo, a principal linha é relacionada ao tráfico de drogas”, disse o delegado.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a vítima tinha um histórico de envolvimento com ações criminosas na região e já foi preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Em conversa com o delegado, o pai da vítima teria dito que a família já esperava que isso fosse ocorrer, por causa do envolvimento que o jovem tinha em crimes.

G1

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula