header top bar

section content

Polícia Civil prende mulheres suspeitas de raptar crianças de orfanato no interior da Paraíba

As suspeitas foram levadas para a Delegacia de Polícia Civil. As bebês foram devolvidas ao orfanato.

Por Luzia de Sousa

07/01/2018 às 11h02

Polícia prende suspeitas de raptar crianças de orfanato

A Polícia Militar prendeu quatro mulheres suspeitas de envolvimento no rapto de duas meninas, na madrugada deste sábado (6), de dentro de um orfanato, na cidade de Esperança, no Agreste da Paraíba. O crime teve a participação de uma funcionária do local e as bebês (uma de um ano e três meses e outra de um ano e um mês) foram levadas para o município de Areial, onde uma das vítimas teve o cabelo pintado e a outra o cabelo cortado para parecer um menino.

Conforme informações da subcomandante do 15º Batalhão, capitã Luciana Firme, o esquema foi desarticulado após a PM analisar as imagens do circuito interno do orfanato, que ajudou a identificar o envolvimento da funcionária no crime. “Ela aparece nas imagens desativando a cerca elétrica e retirando as bebês por cima do muro, por volta das 2h e meia da madrugada”, detalhou.

De posse das informações, a PM foi na casa da funcionária, de 37 anos, no início da manhã, e prendeu-a. “Foram presas ainda outras duas mulheres, de 32 e 25 anos, que teriam ajudado a retirar as crianças do orfanato, mas até então não havia informações do destino das vítimas”, disse a capitã.

Durante as diligências, os policiais descobriram que as crianças foram levadas para uma casa, na cidade de Areial, onde foram resgatadas. Na residência, foi presa uma mulher de 33 anos, que havia pintado o cabelo de uma bebê e cortado o da outra, com o objetivo de fazer com que as vítimas parecessem um casal de gêmeos, segundo a acusada.

A capitã Luciana informou que a suspeita alegou que pretendia enganar o marido, que era pedreiro e estava fora do Estado há meses. “Ela apresentou essa versão de que o marido estava fora e ela sempre informou por telefone que depois que ele foi embora teve um casal de filhos, supostamente para receber ajuda financeira do esposo durante sua ausência. Como ele ia chegar hoje, ela teria articulado esse rapto, alterou a aparência das crianças para ficarem parecidas, mas tudo isso deve ser investigado ainda pela Polícia Civil”, completou.

As suspeitas foram levadas para a Delegacia de Polícia Civil, em Esperança. As bebês foram devolvidas ao orfanato.

PORTAL DIÁRIO com assessoria

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula