Política
26/11/2016 às 22h58 • atualizado em 26/11/2016 às 22h59

postado por: C. Campelo

Fartura no Atlético de Cajazeiras, indicação do vice-prefeito de Cajazeiras para 2017, além da decisão de Zé Aldemir para eleição da câmara de vereadores estão na Faisqueira

A coluna também traz os bastidores da viagem de José Aldemir e alegria do Senador Raimundo Lira com a inauguração do aeroporto de Cajazeiras.

Os moídos da semana estão na Faisqueira

Fazendo escola  Depois que o prefeito eleito de Cajazeiras, Zé Aldemir, indicou sua mulher, Dra Paula Meireles, para ser a secretaria de saúde, seu vice-prefeito, Marcos do Riacho do Meio, que teria sido agraciado para indicar o futuro secretario de agricultura do município seguiu os mesmos passos do prefeito e teria indicado o nome de sua esposa Geni para o cargo.

Alerta  Alguns amigos do empresário Antonio Ricardo o teriam alertado para os grandiosos problemas com que vai se deparar na Secretaria de Planejamento, principalmente no que se relacionam às invasões de diversas áreas urbanas da cidade, a exemplo da agrovila onde nada ali está regularizado, já que o dono da área ainda é o Ministério da Aeronáutica. Haja dor de cabeça.  Ele teria afirmado que é um homem afeito a desafios.

Fome zero  Depois que o Zagueiro Dorin, do Atlético de Cajazeiras, desmaiou em campo e a médica que o examinou teria constatado que a causa seria fome, prenuncia-se que os  atletas que vão disputar o campeonato de 2017, além de um bom hotel, terão também a sua disposição um restaurante com mesa farta. Longe de uns tempos em que uma quentinha com arroz, feijão e uma banda de uma linguiça faziam parte do cardápio.

Quando acabar dezembro  Aguarda-se para o mês de janeiro de 2017 a mesma disposição de luta dos sindicalistas do SINFUMC e que façam a mesma ação em acampar em frente do Fórum de Cajazeiras para cobrar da justiça o bloqueio das contas para pagar salários atrasados deixados por Carlos Antonio e Carlos Rafael. Viva a democracia!

Mais concorrida  Pouquíssimos, além do prefeito eleito de Cajazeiras, Zé Aldemir, sabem quem será o futuro secretário de educação. Especulam-se alguns nomes: Gerlane Moura, Teresa Cristina Diniz de Abreu, Wesley Gonçalves e Marilene Vigolvino (que foi professora do Campus de Cajazeiras). O prefeito estaria tendo dificuldades em encontrar um nome que tenha um perfil a altura das tradições da cidade tida, como EDUCADORA?

Para qual secretaria?  O vereador Eriberto Maciel deverá assumir uma das secretarias, sem dúvida, por que não iria trocar o seu “gordo” salário da CAGEPA por uns minguados reais de qualquer cargo comissionado, já que quando o prefeito Zé Aldemir solicitou ao governador para que ficasse à disposição da prefeitura, ouviu de Ricardo: sem ônus para o estado, portanto…

Fervendo  O vereador reeleito, Marcos Barros, está dormindo com os dois olhos abertos em total vigilância à sua eleição como candidato a presidente da Casa de Otacílio Jurema, principalmente depois que fizeram uma oferta de 30 mil reais por um dos seus dez eleitores.

Fervendo  Por outro lado o prefeito eleito José Aldemir sonha também com os olhos abertos com a derrota de seu antigo e mais fiel aliado, Marcos Barros, hoje ferrenhos adversários políticos. Zé Aldemir tem dito que não vai interferir na eleição da Câmara, mas quem acreditou em palavra de político e que já morreu, está nas profundezas do inferno.

Escapole  O prefeito eleito de Cajazeiras, José Aldemir, tem usada uma estratégia diferente para “escapulir” das pressões dos aliados para conseguir uma “boquinha” ou uma “bocona” no primeiro escalão: simplesmente ausenta-se da cidade. Comenta-se que a atual “fugida” foi nos caminhos de Brasília e São Paulo e só retornará a Cajazeiras no inicio de dezembro para anunciar seu secretariado.

Articulação  O vereador cajazeirense, Nilson Lopes Meireles, que ficou na primeira suplência, poderá assumir uma vaga, em substituição ao vereador Cléber Lima, que estaria cotado para assumir um cargo no governo do estado. Seria uma recompensa pela fidelidade ao grupo.

Em céu de brigadeiro  Com a homologação do aeroporto de Cajazeiras, o governador Ricardo Coutinho não precisará mais ir até Pau dos Ferros, no Rio Grande do Norte ou ficar em Patos, no avião do estado e vir de carro para cajazeiras. Vai ganhar mais tempo para conversar com os amigos da cidade.

Em céu de brigadeiro  Quem está também muito feliz é o senador Raimundo Lira, que se recusava a baixar em Cajazeiras, com seu novo avião, sem o aeroporto está homologado. Outros proprietários de aeronaves não davam “bolas” pra esta questão e sempre utilizavam a pista para pousar com seus aviões. Graças a Deus nunca aconteceu um acidente, o espírito de Antonio Tomaz sempre protegeu os pilotos que usaram o aeroporto velho e o novo.

Gazeta Alto Piranhas

Deixe seu comentário