header top bar

section content

Carlos explica devolução dos R$ 7 milhões e insinua que denúncia partiu de Adjamilton

O ex-gestor explicou que os referidos recursos foram disponibilizados no ano de 2013, quando a prefeitura estava inserida no CAUC

Por

11/01/2016 às 19h06

Ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Antônio

O ex-prefeito da cidade de Cajazeiras, Carlos Antonio (DEM), participou de um programa de Rádio local nesta segunda-feira (11) e respondeu ao ex-Ministro Aguinaldo Ribeiro, que declarou em entrevista ao Portal Diário do Sertão nesse domingo (10), que a prefeitura teria desperdiçado recursos na ordem de R$ 7 milhões para revitalização do Açude Grande.

O ex-gestor explicou que os referidos recursos foram disponibilizados no ano de 2013, quando a prefeitura estava inserida no CAUC, não podendo receber recursos federais. “Denise entrou com uma ação no Ministério Público, mas o próprio Ministério suspendeu o dinheiro de volta”.

Leia mais

 Jornal aponta Carlos Antonio e Marinho como supostos acusados de fraude de R$ 800 milhões no Detran da PB; Ex-prefeito de Cajazeiras diz desconhecer denúncia.

► Presidente do PP destaca candidatura em Cajazeiras e diz que prefeitura desperdiçou R$ 7mi do Açude Grande

Denúncia
Sobre a denúncia veiculada no Jornal da Paraíba desse domingo (10), dando conta de suposta fraude no Detran da Paraíba, na ordem de R$ 800 milhões, Carlos Antonio disse ser uma denúncia equivocada. “Sou sócio apenas de uma empresa em Cajazeiras, o Cedic”.

Ele explicou que um dos sócios citados na denúncia do Jornal presta serviços a prefeitura de Cajazeiras, nas áreas de saúde, educação e venda de equipamentos, além de aquisição de softwares. “Esse empresa serve a educação de Cajazeiras. Todos os professores foram recentemente qualificados. Todas as escolas de Cajazeiras estão interligadas na análise de dados”.

Segundo o ex-prefeito, a empresa existe, é instalada na Avenida Engenheiro Carlos Pires de Sá e participou de processo licitatório.

Carlos Antonio atribuiu a denúncia a fatos políticos e insinuou ter sido “arquitetada” pelo radialista Adjamilton Pereira. “A gente sabe quem são os colaboradores do Jornal da Paraíba em Cajazeiras, que veicula e tentam desacreditar um trabalho realizado na cidade”.

Ainda se referindo ao seu ex-secretário de Saúde, Carlos Antonio assegurou: “Essa matéria a gente sabe de onde parte as informações. A gente sabe a fonte e o sentido de macular nossa imagem”.

DIÁRIO DO SERTÃO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares